Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de julho de 2012

Mulher usa foto de atriz da Globo no Facebook e atrai maluco para o Brasil

Sobre gays e camarão

Polícia Federal vai investigar racismo no Twitter contra Rafaela Silva



Das respostas intempestivas a comentários agressivos que recebeu pelo Twitter, após ser eliminada da competição de judô dos Jogos de Londres, Rafaela Silva fez questão de se desculpar. Mas algumas delas ainda lhe doem bastante, a ponto de ela não segurar as lágrimas hoje de manhã, no Excel Centre, onde assistia às lutas de Leandro Guilheiro e Mariana Silva. Rafaela foi vítima de racismo e o GLOBO teve acesso às acusações que lhe foram enviadas pelo Twitter, dizendo que "lugar de macaca é na jaula" e que "vc não é melhor do que ninguém porque você é NEGRA".

O racismo pelo Twitter vai virar caso de polícia. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que vai determinar à Polícia Federal que investigue o caso.

- Racismo é uma questão de Justiça. É uma indignidade onde não foi apenas a atleta que foi desrespeitada. É um desrespeito ao povo brasileiro. A PF vai entrar no caso pois estamos falando de um ser humano que além de representar seu país recebe bolsa-atleta - disse Aldo, que soube do caso pelo GLOBO.

O ministro contou que esteve com ela na segunda-feira depois da eliminação. E tratou de estimular a atleta, que considera ter um enorme potencial para disputar medalhas nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

- Rafaela é uma moça muito jovem. Tenho enorme carinho por ela. Sem contar que é um exemplo de esforço e dedicação que soube superar adversidades na vida. Após a luta eu a abracei e a consolei. Reforcei a conmfiança que temos no talento dela. E disse que o governo vai continuar a apoiá-la com o bolsa-atleta.

O chefe de equipe do judô e diretor-técnico da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Ney Wilson, afirmou que a entidade já informou o chefe de delegação do Brasil em Londres, Bernard Rajzman, sobre o episódio e pediu providências do Comitê Olímpico Brasileiro. Independentemente disso, garantiu que a CBJ estuda modos de fazer com que os insultos não fiquem impunes.

- Já encaminhamos o caso à chefia de delegação do COB e, independentemente do que eles forem fazer, vamos pedir que o caso seja investigado - afirmou Ney.

Neymar se solidarizou com a judoca brasileiro, enviando mensagem pelo Twitter:

"Sei como vc se sente! Agora é ficar ao lado dos que te amam de verdade e treinar muito para realizar seu sonho na Rio-2016", escreveu o craque da seleção brasileira.

A judoca, a técnica da seleção brasileira, Rosicleia Campos, e o mestre de Rafaela, Geraldo Bernardes, que a revelou no núcleo Cidade de Deus do Instituto Reação, também querem uma investigação policial do caso.

- Racismo nunca aconteceu comigo. Não sabia nem o que falar. Na hora, só desliguei o computador. Falaram essas coisas e também que minha família não teria orgulho de mim. Foi isso o que mais me ofendeu - disse ela, admitindo que quer que o caso seja investigado. - Não gostaria que ficasse assim.

Geraldo, que junto com Flávio Canto coordena os núcleos do Reação em comunidades carentes do Rio, como Rocinha, Tubiacanga e Cidade de Deus, disse que nunca houve casos de racismo envolvendo seus atletas.

- O núcleo onde ela surgiu fica dentro de uma academia de classe média alta, em Jacarepaguá, e todo mundo treina junto, seja rico ou pobre. De quimono, não há distinção de raça, cor, nada. Acho que a página virada tem de ser pelo que aconteceu na luta, por um golpe normal do judô que a regra não permite. Mas essa questão do racismo não pode ficar impune. Onde vamos parar?

CBJ vai pedir moderação no uso da redes sociais

As ofensas racistas contra Rafaela partiram de um usuário apelidado "Urubu Palheta". Ela as encaminhou para Rosicleia, técnica da seleção braisleira feminina, que defendeu a atleta hoje de manhã, após a derrota da peso meio-médio (até 63kg) Mariana Silva para a chinesa Lili Xu, por wazari, logo na primeira luta.

- Não estou justificando a atitude da Rafaela, mas explicando o que aconteceu. Você vem de uma derrota dolorosa daquelas, em que até os árbitros tinham dado o wazari a favor dela, abre o computador para encontrar algum conforto de amigos e familiares e se depara com uma ofensa desse nível? Que país é esse em que a cor de pele justifica um ato dessa natureza? Animal é quem fez isso. Este sim é que deve ir para uma jaula - afirmou Rosicleia. - Acho que ninguém está preparado para se deparar com uma agressão tão grande assim, ainda mais uma menina tão jovem e numa situação de cabeça quente. A orientação é ficar longe das mídias sociais, embora a gente saiba que é um meio mais rápido de se comunicar com as pessoas que a gente gosta. Foi uma forma infantil, mas humana de reagir.

Rosicleia, no entanto, admitiu que a orientação, de agora em diante, é para os atletas evitarem ao máximo as redes sociais. A própria CBJ já havia solicitado antes dos Jogos que, para manter a concentração na preparação, os atletas evitassem usar as redes sociais por muito tempo.

- Depois que a porta abriu, a gente tenta botar o cadeado. As redes sociais são muito perigosas e nunca pensei que algo num nível tão baixo pudesse acontecer contra uma de nossas atletas.

Por que o racismo? O que as pessoas ganham com isso? Como se acham melhores que as outras por causa da cor da pele? Quando isto vai acabar?
De certo a atleta se equivocou em xingar os internautas e deve haver moderação por parte de participantes das olimpíadas na internet, mas nada justifica o racismo.Cadeia para estes bandidos!

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Dê um destino nobre ao seu cãozinho ou gato falecido



Quando o seu cão ou gato morrer, não procure um cemitério de animais, que é um grande desperdício.

Doe-o para uma faculdade de medicina veterinária, Seu antigo amigo vai ajudar muitos estudantes e terá o fim mais nobre possível, ajudando futuros médicos veterinários. Foi o que eu fiz com a Tuti, no ano passado.Cemitérios de cães são mais anti-ecológicos que os de humanos, pois os bichos são enterrados sem nenhum cuidado. As prefeituras também recolhem, mais incineram o animal de maneira imprópria. Nas mãos de professores e alunos de veterinária, ajudarão mais ainda na descoberta de novos tratamentos para os animais.

Em São José dos Campos, a UNIP recolhe o corpo do seu amiguinho falecido
Telefone da UNIP: 12- 2136-9000

domingo, 29 de julho de 2012

Botafogo 1 x 0 Figueirense




Comentários sobre o jogo:

O Botafogo ainda precisa de um par de atacantes de ofício. Elkeson erra muitos passes simples e lances de ataque. Brinner pareceu estar em melhor fase que Antônio Carlos. Um dos problemas da zaga é treinamento no posicionamento, algo claro. Andrezinho novamente voou em campo e mostrou tranquilidade no gol.
Seedorf liderou, defendeu e deu bons passes novamente.


Excelente crítica ao concurso idiota do SBT para "Maior Brasileiro de todos os tempos"

sábado, 28 de julho de 2012

SINTOMAS DE “TCHÚ” E RAZÕES DE “TCHÁ”

l

Madrugada de terça pra quarta. Santo Ângelo. RS. Brasil. Universo conhecido. Via-Láctea. Sistema Solar. Planeta Terra. Meu quarto. Leio “Por um Direito Comum” de Mireille Delmas-Marty. Busco subsídios pro meu projeto de doutorado. Mente aguçada, aparvalhada em conceitos, rabisco anotações que não entendo – mas que decifro por uma compreensão misteriosa que me acossa quando me ponho a escrever. Um carro derrapa na rua. Na seqüência, tremem os vidros da janela. Ouço uma música. “Eu quero tchú / eu quero tchá / eu quero tchú / tchú, tchú / tchú, tchá”. De início, não entendo aquilo. Entro em transe. Vogais me alucinam. Consoantes me confundem. Sussurro pra esquecer: “fake / fake / fake”. Mas o barulho de uma garrafa espatifando no asfalto me acorda dessa vibe xamanística. E penso: “que coisa é essa?!”.



Então lembro Mario de Andrade, Ezra Pound, James Joyce, Antonin Artaud e outros tantos autores que se utilizaram de sons absolutamente sem nexo para expressarem sua estética. Procuro, em razão de uma absoluta vontade que trago de não ser de modo algum preconceituoso, encontrar o “eu lírico” do sujeito que compôs a canção. Largo o refrão no Google. Descubro que os compositores são João Lucas e Marcelo. E mais: inclusive o Neymar (aquele galizé do Santos) faz uma participação na música. Leio o restante da letra. Fala em “biritar”, em “balada”, em “dança sensual” e troços do gênero. A visão que me instiga traduz cowboys do interior de SP mesclada com funkeiros do Rio. Mas o que me intriga é o refrão. O que significa “tchú / tchú / tchú / tchá”?

Após largar de canto Delmas-Marty, ponho-me a traçar uma exegese apurada acerca da letra do “tchú / tchá”. Mas canso. Mas me irrito. Então vejo que Zygmunt Bauman me acena da estante com seu “Amor Líquido”. Reflito: “cara mais chato esse Bauman! Tudo líquido! Tudo cachaça! Tudo cerveja!”. Nesse momento é que no Facebook, uma amiga me envia um link. Do YouTube. Abro a janelinha do Chrome. Ponho os fones. Vejo os artistas: “Valesca Popozuda e MC Catra”. (As mãos suam. Algum temor me encarna.) Nome da composição? “Mama”. Diz a descrição que se trata de um “pagode clássico”. Embora não tenha a menor idéia do que isso significa (recordo de SPC, Fundo de Quintal, Revelação e coisas tais), dou play. Nesse instante, minha análise sócio-cultural das produções artísticas contemporâneas de cunho popular ganha novo norte.

Razões? Vejo críticas e mais críticas direcionadas à Valesca e ao Catra. Vejo pessoas e mais pessoas dizendo que aquilo não é música. Mas falo comigo, batendo na mesa e tomando um largo gole de café: “que coisa é essa?!”. Raciocinem. Roberto Carlos canta (em “Cavalgada”) algo assim: “(…) Vou me agarrar nos seus cabelos / Pra não cair do seu galope / Vou atender aos seus apelos / Antes que o dia nos sufoque”. Todo mundo acha lindo. Romântico. Sparks. Mas falam mal da Valesca e do Catra pela canção “Mama” (cuja letra considero melhor não transcrever – parental advisory: explicit content). Qual o pecado?! O que tais seres fizeram, foi apenas explicitar o conteúdo subliminar de quase toda música que se diz “romântica”. Levando as coisas ao grau extremo (bem extremo!), talvez sejam, futuramente, mesmo tidos como Marcel Duchamp – aquele artista francês que tascou um mictório num museu e chamou de “La Fontaine” (isso em 1917).

No frigir dos ovos, somos todos farinha do mesmo saco, movidos pelo sexo e pelo estômago. Se algo existe entre um e outro, não sei (mas acho possível). Mesmo assim, decido: escreverei um ensaio chamado “Elogio do Funk” (mesmo que “Mama” seja um “pagode clássico”), no qual dissertarei sobre o fato das pessoas ouvirem música com os ossos e não com os ouvidos (razão pela qual existem tantos sons automotivos turbinados por aí). Problema? Não. O único problema é o purismo. Arte virgem não é arte. Quanto mais “depravada” (para os conservadores e para o “bom gosto”) a produção cultural de uma sociedade, mais saudável é essa sociedade. Mas aí é que me vem à mente o seguinte: por que me senti tão “revoltado” (ui, ui, ui) quando ouvi o “tchú / tchá” seguido dos estilhaços de garrafa (ceva, presumo) na frente da minha casa? O motivo é óbvio e implica em uma decisão: para afastar sintomas de “tchú” e razões de “tchá”, de agora em diante apenas estudarei com algodões nos ouvidos.

A opinião exposta no texto é a opinião do autor, e não da Sociedade Racionalista enquanto entidade. Publicamos as opiniões porque o debate se faz necessário, e argumentar é preciso. Com opiniões contrárias umas às outras, se analisa diversos aspectos e se melhora os argumentos. Você também pode opinar, enviando seu texto (a favor ou contra) através da ferramenta “Envie seu texto”, no menu direito do site. A Sociedade Racionalista é colaborativa e participativa. Você é livre para pensar.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

SP: 1º hospital público para cães e gatos tem salas cheias



Em seu primeiro mês de funcionamento, o único hospital público para animais no País, aberto no dia 2 de julho em São Paulo, já registra intenso movimento e tem atendido cerca de 70 animais por dia. Situado no Tatuapé, na zona leste, a instituição vem de uma parceria entre a prefeitura e a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais de São Paulo, que recebe R$ 600 mil mensais para administrar o local e realizar mil consultas e 180 cirurgias. Lá é priorizado o atendimento de cães e gatos cujos donos não têm condições de pagar o tratamento. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
O atendimento clínico, realizado com o auxílio de 28 funcionários, dentre eles 16 veterinários, funciona por distribuição de senhas (30 por dia), que costuma ocorrer até as 13h. Caso o animal precise de uma consulta com um especialista, o encaminhamento pode ser feito para o mesmo dia ou uma consulta é marcada para alguma data posterior. A instituição já dispõe de atendimento de emergência, sem a necessidade de senha e comprovação de baixa renda por parte dos donos. No entanto, se o tratamento tiver que seguir, a falta de condições de custeá-lo deve ser comprovada. Já estão disponíveis no hospital cirurgia, ortopedia, dermatologia e odontologia.
Terra

É uma questão de saúde pública. Tomara que a ideia seja levada para outras cidades.

Acabaram os seus problemas: Aparelho permite beijar via internet

Os amores a distância têm um novo auxiliar: um professor de robótica de Cingapura inventou "kissenger", contração de "kiss" (beijo) e "messenger" (mensageiro), um aparelho equipado com "lábios" que permite beijar via internet.

O "kissenger" se apresenta sob a forma de uma pequena cabeça de plástico com lábios de grande tamanho que, quando beijados, permitem que a pessoa amada do outro lado da internet sinta uma vibração na boca do aparelho equivalente que seu par estará beijando.

Para aumentar a sensação do beijo, os namorados podem "se beijar" se olhando ao vivo na tela de seus computadores.

Os lábios artificiais, projetados com silicone e detectores de movimento, garantem "as melhores sensações", afirma seu criador, Hooman Samani, professor de robótica na NUS (Universidade Nacional de Cingapura).

"Podem ser utilizados como um meio para melhorar as comunicações entre os seres humanos", explicou Samani. O "kissenger", lançado em julho durante uma conferência científica na Grã-Bretanha, está perto de ser concluido em um laboratório instalado pela NUS e pela Univerisdade Keio do Japão.

No entanto, "questões éticas" retardam sua comercialização, explica o criador. "Um beijo é algo muito íntimo. Para colocar no mercado um produto que tocará um tema sensível, devemos realizar os estudos apropriados, sobre os aspectos sociais e culturais", explica Hooman Samani.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Dicas para os candidatos a vereador de 1a viagem (serve para alguns que querem se reeleger também)



1-Contrate um jornalista para redigir seu panfleto ou jornal de campanha. Não arrisque por conta própria. Por mais que suas ideias estejam bem claras e você domine o bom português, poderá cair em redundâncias, dar mensagens dúbias, deixar algumas propostas vagas etc. A comunicação deve ser clara e sem ruídos;

2-Evite fazer muitas propostas de campanha. Você não têm garantias de que seu candidato a prefeito vai ganhar e se isto não acontecer, poderás se decepcionar muito na Câmara. O poder do vereador é muito limitado. Se não estiver na base aliada, vai ficar 4 anos sendo pouco ouvido no Plenário e verá seus projetos, que até poderão ser bem-intencionados, serem rejeitados sem dó. É melhor ser lembrado por um projeto importante aprovado do que ficar marcado por dezenas de projetos reprovados no plenário!

3-Adotar uma bandeira, uma causa, é uma boa ideia. Contudo, fique atento ao item 2;

4-Uma campanha é muito cara. Use bem as redes sociais, mas não fique marcando seus amigos com sua propaganda, nem poste no mural de ninguém sem autorização. Do contrário, a pessoa poderá criar antipatia por você. Crie uma fan page, assim você dará um ar de organização à sua disputa e também não ficará limitado aos 5 mil amigos da conta comum do Facebook;

5-Gaste muita sola de sapato. Não fique restrito ao seu bairro/círculo de amigos. Mora na Zona Sul? Faça campanha na Zona Norte, visite feiras livres e registre tudo;

6-Crie um canal no youtube e arrume alguém para filmar suas propostas, em vídeos curtos.De preferência, em alta definição. Vídeos separados por tópicos são uma boa ideia;

7-Abra uma conta no flickr, para publicar suas fotos de campanha;

8 – Abra um canal com o eleitor, pedindo sugestões, respondendo perguntas e contando o que pretende fazer para viabilizar as propostas da sua bandeira;

9- Não sabe como organizar tudo isso? Contrate um jornalista, de preferência que tenha experiência em editoria política e em campanhas.

10 – Pensa que contratar profissionais de comunicação qualificados para auxiliá-lo em sua campanha sai caro? Sai mais barato do que saldo eleitoral de ter poucos votos, concentrados em sua zona eleitoral.

PL 122 e a "mola gay"

Grupo resume seis décadas da música romântica em 4 minutos

Site proporciona troca gratuita de livros


Tem algum livro que não quer mais e gostaria de trocá-lo?
Confira este site:

http://www.livralivro.com.br/


Perguntas e respostas:
É necessário pagar para usar esse site?


Não, o livralivro é gratuito.



A quem se destina esse site?



Este site se destina a amantes da leitura que tenham livros em casa e estejam dispostos a trocá-los por outros, através da internet.



Como o site funciona?

É simples!

1. Você monta uma lista de livros que possui para trocar e outra dos que gostaria de obter.
2. Quando um usuário solicitar um dos seus livros, você o envia pelo correio.
3. O livro sendo recebido, você ganha 1 ponto para solicitar 1 outro livro de qualquer outro usuário.




Preciso cadastrar os livros que quero trocar?


Não, o site já possui um base de dados de livros. Pesquise pelo livro que tem interesse em trocar, ou o livro que deseja obter, e adicione a sua lista de livros para trocar ou livros desejados.




O que faço se não encontro um livro através da ferramenta de busca do site?


Você pode cadastrar os dados do livro pesquisado e posteriormente adicioná-lo como um livro desejado ou livro que você possui para troca.Clique aqui para cadastrar um livro.
Ao cadastrar um livro inexistente na base, tenha o livro em mãos ou os detalhes do mesmo, tais como: título, autor, editora, edição, número de páginas, etc.




Como sei que alguém quer trocar um livro comigo?



O site enviará um e-mail para os usuários quando identificar uma possibilidade de troca. Neste momento, você poderá aceitar ou rejeitar a troca.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Teorias conspiracionistas bobas: "Os EUA querem roubar água da América do Sul"

Vi a seguinte imagem no Facebook:





Fala-se muito sobre supostas intenções dos EUA com o Aquífero Guarani.

Pois bem, é bom ressaltar que boa parte da água presente neste está em rochas esponjosas, muito abaixo da superfície e inviável para extração em larga escala.
Sobre a teoria de que os EUA querem fazer uma incursão miltiar futura para roubar esta água, é besteira.

Sai mais barato construir dezenas, centenas de usinas de dessanilização-tecnologia que é cada vez mais barata e aperfeiçoada, como a desenvolvida por Israel- do que levantar a possibilidade dos EUA levar água em navios ou, delirando ainda mais, supercanos que atravessariam a América Latina até os EUA.
Água potável precisa ser fresca e certamente não compensa transportá-la em supernavios, no estilo petroleiro.
Ainda que seja economicamente viável a extração de água do Aquífero Guarani para consumo de milhões ou bilhões de pessoas, sairia mais em conta para os norte-americanos comprá-la (se alguém quiser levá-la para a América do Norte) do que fazer uma incursão militar maluca pela América do Sul.

Prova disso é que os Estados Unidos querem investir bilhões de dólares em empresas que vão prospectar o pré-sal, porque eles querem facilidades na hora de comprar o óleo negro do Brasil.





Recomendo a leitura:
Mitos e verdades sobre o Aquífero Guarani


Sacolas plásticas: precisa proibir?

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Balada da prefeitura de São José dos Campos, do PSDB, termina em bebedeira de adolescentes

Fracasso em políticas contra o acesso dos jovens às bebidas é isso aí.

Espanhóis produzem açúcar gasoso em laboratório


Os familiarizados com a gastronomia podem já ter visto açúcar mascavado, açúcar caramelizado e açúcar cristalizado. Mas açúcar gaseificado é uma novidade - a proeza digna de um legítimo «Cocinero» espanhol.

Emilio José Cocinero, químico da Universidade do País Basco, em Espanha, conseguiu vaporizar a substância conhecida como ribose, açúcar que compõe uma série de moléculas essenciais à vida, como o DNA e o RNA.

O seu objectivo estava longe das panelas, contudo. O esforço era caracterizar em detalhe a estrutura molecular, só possível com a análise do composto em estado gasoso.

Não foi uma tarefa fácil. «Somente evitam-se os processos de decomposição e desidratação e consegue-se isolar o açúcar, eliminando as mudanças provocadas por moléculas vizinhas, e assim pode caracterizar-se a sua estrutura», diz Cocinero.

Com a descoberta, passa a ser possível procurar sinais de ribose no espaço. A ideia é tentar compreender se esses compostos são comuns noutras partes do Universo - um passo importante para identificar o potencial para vida extraterrestre baseada em RNA ou DNA no Cosmos.

O estudo de Cocinero figurou na capa da revista científica internacional de química Angewandte Chemie International Edition.


Açúcares já foram detectados em nuvens interestelares e em meteoritos antes, mas apenas as suas formas mais simples, com dois ou três átomos de carbono. Interessante, mas ainda longe da complexidade exigida para o desenvolvimento da vida.

A descoberta de moléculas de açúcar em nuvens cósmicas a partir do qual novas estrelas formam-se significa que é bem provável que os precursores químicos para a existência da vida tenham se formado em tais nuvens muito antes do aparecimento dos planetas em torno das estrelas.

Fonte

Cancelando a linha

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Cientistas criam chip para que pessoas com deficiência possam voltar a andar




Em Avatar, filme dirigido por James Cameron, o ex-fuzileiro Jake Sully (interpretado por Sam Worthington) é paraplégico. Mas, quando decide participar do Programa Avatar, suas conexões neurais o conectam a um avatar e então o ex-fuzileiro consegue andar. No filme, isso só ocorre quando o cérebro de Sully consegue controlar, de forma virtual, o seu avatar no belo mundo de Pandora.

No mundo real, apesar de muitos estudos científicos sobre o tema, ainda não é possível fazer uma pessoa com as limitações de Jake Sully voltar a andar. Mas cientistas brasileiros estimam que isso pode começar a ocorrer em 2030. A ideia de pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos, é que um chip seja implantado na parte mais externa do córtex cerebral. Quando for ativado, esse dispositivo poderá comandar os movimentos de uma pessoa com deficiência física por meio de um exoesqueleto (espécie de esqueleto artificial feito de metais resistentes).

"À medida que um campo magnético mantido fora da cabeça se aproximasse desse chip, ele iria se energizar e passaria a ler e enviar os comandos do cérebro para fora, utilizando essa mesma energia", explicou em entrevista à Agência Brasil Mario Alexandre Gazziro, professor do Departamento de Ciência da Computação da USP.

O mecanismo está em estudo por um grupo de pesquisadores de São Carlos, do qual participa Gazziro. A pesquisa está sendo desenvolvida em parceria com a Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos, com a participação do professor Stephen Saddow. "Certamente essa é a solução mais promissora para fazer com que, por meio de esqueletos mecânicos ou robotizados, paraplégicos e pessoas com outras deficiências voltem a andar de novo", disse o professor da USP.

Atualmente, segundo ele, o que existe em termos de experimento nesse sentido é a instalação de eletrodos no cérebro. "O que se faz é colocar o eletrodo dentro do cérebro, diretamente, nos experimentos. Não está disponível comercialmente nem aprovado pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]", lembrou Gazziro.

O novo chip, no entanto, funcionaria de forma semelhante ao sistema implantado no personagem Neo, do filme Matrix, mas sem o uso de um fio. "Imagine que aquela conexão na cabeça que é feita neles [personagens do filme] seria feita só de se chegar próximo [à cabeça]. Esta é a nossa proposta: uma interface em que colocamos um chip dentro do cérebro e 'conversamos' com o chip só de chegarmos próximo [a ele]", disse.

Além do chip sem fio, uma condição para que um paraplégico volte a andar, nessa situação, será o desenvolvimento de exoesqueletos. "Precisará ter um exoesqueleto, um esqueleto para movimentar perna e braço. Esse exoesqueleto teria uma antena, escondida embaixo do cabelo. O chip seria colocado em uma região específica do córtex. E a pessoa aprenderia a usar aquele membro eletrônico. Seria como aprender a andar de novo", explicou o professor. Segundo Gazziro, a tecnologia de criação do exoesqueleto está bem encaminhada.

A pesquisa, que será desenvolvida no instituto durante três anos, pretende focar no desenvolvimento de chips sem fio e de baixo consumo. Eles serão feitos com material biocompatível, como o carbeto de silício, que, segundo a equipe de pesquisa coordenada por Saddow, tem a propriedade necessária para desenvolver uma interface cerebral.

"É um chip especificamente desenhado para ser interligado ao córtex motor. O que fazemos aqui é uma complementação do estudo do professor Miguel Nicolelis [que pretende construir um exoesqueleto robótico, comandado diretamente pelo cérebro, para que pessoas com paralisia voltem a andar], que tem conhecimento das pesquisas feitas em São Carlos. O que fazemos é propor uma solução para tirar o fio que atualmente seria usado em uma interface cerebral", disse o professor.

O estudo está dividido em duas partes. A primeira aborda a questão da biocompatibilidade, que já foi resolvida pela universidade norte-americana. A outra, considerada um gargalo no mundo científico, trata da redução do consumo de energia pelo chip, o que ficará a cargo dos pesquisadores da USP. "Em parceria com o pessoal do sul da Flórida, estamos desenvolvendo novas técnicas para baixar o consumo do chip de forma que, nos próximos quatro ou cinco anos, consigamos ter um com pouca energia conseguindo funcionar dentro do cérebro", disse o professor.

Depois de desenvolvido, o chip de baixo consumo será testado em ratos. "Nossa estimativa é que isso [implantar o chip em ser humano com sucesso] possa vir a se tornar corriqueiro no dia a dia em torno de 2030. O processo de validação para humanos leva mais de dez anos. Estamos com o plano de terminar nossos chips entre 2018 e 2020. A partir daí, serão mais dez anos de estudos clínicos para poder validar para uso comercial", explicou.

O estudo, denominado 'Interface Neural Implantável', foi aprovado pelo programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal, e tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). "Atualmente temos R$ 250 mil, que acabaram de ser aprovados. E estamos pleiteando mais R$ 2 milhões nos próximos anos. Mas, como vamos usar a fábrica de chip experimental da Flórida, esses R$ 250 mil já vão ser suficientes para fazer os primeiros. Não estamos com carência de recursos. Para cumprir essa meta para os primeiros chips, esse orçamento já cobre. Mas estamos pedindo mais orçamento para aprimorar e construir processos de fabricação industrial aqui", disse Gazziro.

Além de possibilitar que, no futuro, pessoas com deficiência possam voltar a andar, o projeto pretende impulsionar a pesquisa e a indústria nacional. "Se esse projeto for bem administrado, mantendo a propriedade intelectual e fazendo a transferência para a indústria, ajudará não só as pessoas, mas a indústria médica no país. O interessante seria dar incentivo para que empresas nacionais, via incubadoras, fabricassem esses sistemas, podendo gerar renda [para o país]", destacou o professor.


Morre Jon Lord, o grande tecladista do Deep Purple

Jon Lord, tecladista original do Deep Purple, faleceu nesta segunda-feira (16) devido a uma embolia pulmonar, em uma clínica de Londres. Ele tinha 71 anos e lutava contra um câncer no pâncreas.
A informação foi confirmada pela produtora de inglesa Guest Pr, que cuidava da carreia do músico. Além de compor muitos sucessos do Deep Purple, entre 1968 e 1976 e depois em 1984 a 2002, ele também fez parte do Whitesnake e também ficou conhecido por seu trabalho solo de música clássica.

De novo: Torcedores do Flamengo depredam novamente cadeiras do Engenhão


Cientistas dizem que licenciamento de vacina contra Aids ocorrerá em breve



Numa infeliz entrevista coletiva em 1984, a então secretária de Saúde dos EUA, Margaret Heckler, previu ousadamente que uma vacina eficaz contra a Aids estaria disponível em dois anos.


Mas uma série de tentativas frustradas -incluindo um teste em 2007 com uma vacina da farmacêutica Merck que parecia tornar as pessoas mais vulneráveis à infecção, ao invés de protegê-las- lançou uma sombra duradoura sobre as pesquisas nesse campo.

Em 2009, um teste clínico na Tailândia foi o primeiro a mostrar que seria possível evitar a contaminação pelo vírus HIV em humanos. Desde então, as descobertas apontam para vacinas ainda mais poderosas usando anticorpos que combatem o vírus.

Agora, os cientistas acham que o licenciamento de uma vacina acontecerá em breve.

"Conhecemos o rosto do inimigo", disse Barton Haynes, da Universidade Duke, na Carolina do Norte, que até recentemente dirigiu o Centro de Imunologia para a Vacina do HIV/Aids.

Esse consórcio de pesquisas foi fundado em 2005 pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA para identificar e superar obstáculos que surgem no desenvolvimento de vacinas contra o HIV. Em junho, o instituto suspendeu as verbas para o consórcio.

Ao contrário de muitos vírus causadores de doenças infecciosas, o HIV é um alvo móvel, gerando continuamente versões ligeiramente diferentes de si mesmos, e com cepas diferentes afetando populações diferentes ao redor do mundo. O vírus é especialmente pernicioso por atacar o sistema imunológico, ou seja, o mecanismo que o corpo usaria para reagir à infecção.

"O vírus é bem mais astuto do que pensávamos", disse Haynes, que apresentará um relato sobre os progressos na pesquisa das vacinas durante a conferência anual da Sociedade Internacional da Aids, entre 22 e 27 de julho em Washington.

Graças a medicamentos capazes de controlar o vírus durante décadas, a Aids não é mais uma sentença de morte. As novas infecções caíram 21 por cento desde o auge da pandemia, em 1997, e avanços na prevenção -por meio de programas voluntários de circuncisão, prevenção da transmissão vertical (de mãe para filho) e tratamento precoce- prometem reduzir ainda mais a incidência.

Ainda assim, estima-se que haja até 34 milhões de soropositivos no mundo. E, com 2,7 milhões de casos só em 2010, especialistas dizem que a vacina continua sendo a maior esperança de erradicação da Aids.




UOL

domingo, 15 de julho de 2012

Botafogo empata com Fluminense em 1 a 1

Andrezinho, autor do gol do Botafogo. 

Não foi a partida ideal, mas o Botafogo apresentou um futebol no mínimo nota 6 neste domingo. Bons ataques de Márcio Azevedo pela esquerda , incluindo o cruzamento perfeito para Andrezinho empatar a partida, após o gol de Fred, do Fluminense, muita velocidade e movimentação de Vitor Jr. e Elkeson, mas faltou qualidade no passe final em vários momentos. É aí que Seedorf poderá fazer a diferença em campo, cadenciando a partida e dando toques refinados nas jogadas de ataque.

Aliás, o alvinegro de General Severiano costuma alterar algumas "caras" em seus jogos:

 1)jogos apáticos, onde pouco ataca e toma gols bisonhos, como contra a Ponte Preta;
 2) partidas taticamente fantásticas, como contra o Bahia e contra o Corinthians;
 3) poder de reação grande quando sai perdendo, como no jogo contra o Coritiba;
 4)apresentações onde aparenta mudar o quadro do jogo, mas falta justamente a qualidade para conclusões decisivas - caso da partida de hoje.
Ao que parece, as as possibilidades 2,3,4 são as mais presentes no escrete alvinegro, que aparenta ter sido contagiado pela chegada do surinamês Seedorf, além de uma clara evolução tática com muita velocidade e forte marcação, implantadas pelo técnico Oswaldo de Oliveira.

No embate de hoje, uma menção especial também para Antônio Carlos, soberano na defesa quase em todos os lances. Aliás, o gol do adversário saiu em uma desatenção após um escanteio, em um lance que poderia ser cortado pelos defensores alvinegros.
 O Botafogo tinha tudo para sair com os 3 pontos, sobretudo quando Felllype Gabriel chutou para o gol e Ricardo Berna fez uma defesa no susto. O empate não deve desanimar o grupo, que agora encara o Santos - muito desfalcado, por muitos de seus atletas estão com a seleção olímpica na quarta (18) e no domingo (22) que vem finalmente terá Seedorf em campo, contra o Grêmio.



Biriba, o mascote do Botafogo




“Biriba, é até hoje, o mais querido e conhecido mascote do futebol brasileiro. Sua estreia se deu em 15 de julho de 1948. Seu dono, Macaé, era ferrenho torcedor do Botafogo. Neste dia levou Biriba a General Severiano, após o décimo gol do time de espirantes do Glorioso na vitória de 10x2 sobre o Madureira, Biriba, eufórico com a goleada, invadiu o gramado e foi comemorar junto aos jogadores.


O presidente do Botafogo, o grande e supersticioso, Carlito Rocha, viu a cena e Biriba foi adotado como mascote do clube.


Entrava em campo com o time e "depois era recolhido ao banco dos reservas e apenas solto quando o jogo engrossava e os jogadores adversários precisavam ser importunados de forma não ortodoxa" (Botafogo, entre céu e o inferno, Sérgio Augusto, pág 149).


A final do Campeonato Carioca de 1948 seria disputada por Botafogo e Vasco, a melhor equipe do Brasil à época, chamado de Expresso da Vitória, o Botafogo vinha de vários vices-campeonatos seguidos, se não me engano, cinco, e como o jogo seria realizado em General Severiano, nosso estádio, uma verdadeira operação de guerra foi preparada pela diretoria Alvinegra para vencer o poderoso esquadrão vascaíno. Reclamam, até hoje, os bacalhaus, que o vestiário destinado a eles estava coberto de pó-de-mico e a água servida aos jogadores teria sido batizada com um estranho pó que provocou diarreia em vários atletas deles. Choro de vice, vencemos por 3x1. Foi o primeiro título do Botafogo após a unificação do Botafogo Futebol Clube com o Botafogo de Futebol e Regatas, formando o atual Botafogo de Futebol e Regatas.


Mas, não dizem os vascaínos, que dias antes do jogo ameaçaram mandar envenenar Biriba! A notícia chegou aos ouvidos de Carlito Rocha, que imediatamente alojou Biriba e seu dono, Macaé, na sede de General Severiano, e deu uma ordem expressa ao pobre Macaé: "Macaé, você experimenta a comida do Biriba e só o deixe comer quando tiver certeza que ela não está envenenada!"


Deu tudo certo, Biriba entrou com o time em campo, o Botafogo foi campeão e Biriba virou mais um dos grandes heróis de nossa vasta e gloriosa História!


Aos mais jovens: vem deste fato o apelido de cachorrada dado à torcida do Botafogo.”


Fonte: http://www.interrogaes.com

sábado, 14 de julho de 2012

Programa Vanguarda Mix fala besteira sobre ciência

O programa Vanguarda MIX, da TV Vanguarda do Vale do Paraíba SP), prestou um desserviço ao conhecimento científico neste sábado. O apresentador Jonas Almeida resolveu falar sobre o Bóson de Higgs. Foi entrevistar um bando de pessoas ignorantes na rua, fazendo gracinha e não ajudou em nada.
Depois, entrevistou um físico, mas ficou cortando o que ele dizia.
Por fim, falou que o nome Partícula de deus (que é fruto de desinformação) não devia ser usado, pois segundo ele, "não se deve usar o nome de deus em vão" (sic).
Mais útil seria se a equipe da TV Vanguarda tivesse feito o mínimo de pesquisa, vendo que a expressão "Partícula de deus" é uma tradução mal-feita do termo "The goddamn particle".

Vanguarda, se é pra falar besteira sobre ciência, continue fazendo suas materiazinhas fúteis sobre moda e outras coisas.


 

Leia também esta página da USP sobre o assunto.

Isto era humor: Escolinha do Golias

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Ministério das Comunicações lança projeto-piloto de internet gratuita para celulares pré-pagos




Os usuários de celulares e tablets poderão acessar gratuitamente determinados sites na internet, mesmo que os dispositivos sejam pré-pagos e que não haja nenhum pacote de dados contratado. O Ministério das Comunicações lançou, nesta quinta-feira (12), um projeto-piloto da chamada "banda larga 0800". A banda larga 0800 representa a possibilidade de que provedores de conteúdo (sites da internet) paguem para que os usuários possam acessar sites de forma gratuita.

Considerando que 82% da base de celulares no Brasil é pré-paga, essa ferramenta é importante para facilitar o acesso dos usuários pré-pagos à banda larga móvel, avaliam os técnicos do ministério. O projeto vai funcionar do mesmo modo que a tarifação reversa na telefonia: quando um usuário liga para um número 0800, quem paga é o destinatário da chamada. Da mesma forma, as páginas com endereço eletrônico terminado em ".0800.br" (domínio) permitirão o acesso de usuários que não tenham um plano de dados habilitado no aparelho.

Para o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o projeto deverá ajudar estados, municípios e a União a cumprirem os requisitos da Lei de Acesso à Informação, uma vez que “a internet é uma ferramenta importante de divulgação das informações, que precisam estar abertas à população”, ressaltou. “Quem seria mais beneficiado seria o pessoal de baixa renda. Mas se você pegar a classe média, ela usa muito operações em banco, em sites de compras; então, esse pessoal terá interesse de usar também. É uma forma de atender melhor, de dar mais opções a quem demanda os serviços”, avaliou.

O projeto piloto anunciado pelo ministro vai garantir, inicialmente, o acesso gratuito de um grupo de 80 pessoas a páginas da internet por meio de banda larga móvel. Essas pessoas foram selecionas pelo governo do Distrito Federal para testar o funcionamento do projeto e poderão navegar por meio de uma página criada pelo ministério em parceria com o governo do DF.



Parceiros

Foram selecionados moradores da região administrativa de São Sebastião, a 30km de Brasília, para testarem o sistema. Essas pessoas receberão smartphones, pelo prazo de 15 dias, para que sejam feitos os testes no site 0800 criado pelo Ministério das Comunicações para a testagem (http://bandalarga.0800.br).

Também são parceiros na realização do projeto-piloto o Ministério do Planejamento, o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e o Sinditelebrasil, que reúne as operadoras de telefonia móvel. A empresa Qualcomm apresentou a ideia do projeto de banda larga 0800 ao Ministério das Comunicações e o programa faz parte dos itens constantes do memorando de entendimentos assinado entre o MiniCom e a empresa, assinado em abril deste ano.

Fonte: Portal Planalto

Programa 'Na Moral' invade privacidade de moradores do Copan, em SP

Pedro Bial: Indiferente ao uso indevido de imagem



Vale invadir a privacidade de pessoas para discutir o tema na televisão? Foi isso que o "Na Moral", da Globo, fez.

A atração de Pedro Bial exibirá um quadro com imagens das câmeras do elevador do Copan, colosso do centro de São Paulo, com 1.160 apartamentos, projetado por Oscar Niemeyer, nos anos 1950.

O programa teve acesso às gravações destinadas à segurança. Mas os moradores não sabiam que as imagens chegariam à TV. "Uma produtora deixou em casa um termo de autorização para eu assinar. Disse que gostaram de mim porque sempre apareço no elevador com bicicleta", disse a moradora Aline Cavalcante, 26, à Folha.

"Pensava que as câmeras no elevador serviam para a segurança, não como atração de TV", falou ela, que não liberou suas imagens.

Afonso Celso, síndico do Copan, autorizou gravações no interior do prédio e cedeu o material das câmeras ao "Na Moral" sem o conhecimento dos moradores. "Encaramos como um teste de segurança", justifica.






Segundo o especialista em direito imobiliário Marcelo Tapai, a conduta do síndico e do programa não foi correta. "As imagens devem ser usadas só para a segurança."

A Globo limitou-se a dizer que as gravações no edifício foram permitidas e que todas as imagens usadas foram autorizadas pelos envolvidos.

NA TV
Na Moral
Programa de variedades
QUANDO: nesta quinta (12), às 23h50, na Globo
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos
Folha




Tomara que os moradores processem a Globo por uso indevido de imagem, pois a emissora  não respeita nada e acha que todos devem ser expostos sem autorização. Tudo para mendigar um pouco de audiência, no pior estilo Big Brother, programa ordinário que Bial comandava.


quarta-feira, 11 de julho de 2012

Um Botafogo cada vez mais afinado: 3 a 1 contra o Corinthians



A CBF ignorou o Estatuto do Torcedor e adiou a partida entre Botafogo e Corinthians, para beneficiar o time paulista e prejudicar o planejamento do alvinegro carioca. Para tentar compensar isto, o Botafogo tentou um acerto com a diretoria corinthiana, para escalar Vitor Jr., emprestado pelos paulistas. Não conseguiu.
De nada adiantou a empáfia paulistana e o Glorioso derrotou o outrora conhecido como "Timão" por 3 a 1, com autoridade. Na partida, Andrezinho armou as jogadas de ataque, Renato e Lucas Zen pressionaram a saída de bola do campeão da Libertadores (e nem parece que venceu este torneio). Alguns corinthianos podem  vir com desculpas do tipo "o time estava cansado", mas não colam, tendo em vista que boa parte dos atletas que estavam em campo não jogaram no último fim de semana, contra o Sport e os erros gritantes de marcação do alvinegro de São Paulo foram bastante óbvios, assim como as falhas bisonhas do goleiro Cássio.

Elkeson - que quase foi vendido para clubes italianos e que foi muito criticado recentemente pela torcida -  está mostrando que fez bem em ficar no Botafogo, evidenciando um grande faro de gol, marcando dois tentos na partida. Os laterais do Fogão tambaém atuaram com precisão.
Em suma, o elenco está pronto para receber o toque refinado de Seedorf no meio de campo, que deve estrear no dia 22. A propósito, o craque surinamês, naturalizado holandês, vem "voando" nos treinos em General Severiano, além de demonstrar todos os dias que está em muito boa forma. Além de tudo, o
grande jogador da seleção da Holanda trouxe muita sorte, entusiamo e contagiou positivamente os jogadores do Botafogo.


Confira os gols:

Para entender o Big Bang

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Hospitais europeus irão testar remédio para diabéticos desenvolvido em Cuba

Cuba se prepara para iniciar no ano que vem testes em vários hospitais da União Europeia com o medicamento Heberprot-P, que cura a úlcera que surge nos pés de diabéticos.

Será a primera vez que a ilha chega nessa fase de pesquisa em países do chamado "Primeiro Mundo", disse o diretor do CIGB (Centro de Engenharia Genética e Biotecnología), Ernesto López, citado pelaAIN (Agência de Informação Nacional).

López afirmou que os ensaios serão realizados em centenas de hospitais de países da União Europeia. Cerca de 700 pacientes devem participar do projeto. Segundo especialistas, essa é a maior pesquisa já feita sobre as úlceras em pés diabéticos.

No momento, Cuba prepara as condições para produzir quantidade suficiente do remédio, para depois colocar o estudo em prática com outras empresas, explicou o diretor do CIGB, instituição que desenvolveu o remédio, único no planeta, em conjunto com o Instituto de Angiologia e Cirurgia

Torcedores do Flamengo quebram cadeiras do Engenhão e mulher publica foto do delito no Facebook

Uma torcedora do Flamengo identificada como Marcele Bonadio publicou em seu perfil na rede social Facebook  uma foto onde ela aparece segurando uma cadeira depredada do Engenhão - estádio administrado pelo Botafogo. A foto aparenta ter sido tirada após o Fla x Flu deste domingo (8).


A torcedora dizia na postagem: "Quebrei mesmo". Ela apagou a imagem após ser criticada por amigos, mas o link da mesma continua funcionando no Facebook (vide acima).
Segundo o jornal "O Lance", Botafogo já estuda acionar Marcelle judicialmente. A diretoria jurídica do Alvinegro, Joana Prado, deve se reunir nesta segunda-feira com agentes do Juizado Especial Criminal (Jecrim) para tomar as devidas providências.
Um printscreen, onde ela  afirma ter quebrado:



Comentários:
Ela participou da depredação? Ou só tirou uma foto querendo dar uma de idiota, para aparecer? Cabe à polícia investigar, assim como o Botafogo e a Prefeitura do Rio.


Obrigado ao Globo esporte pela repercussão.



sábado, 7 de julho de 2012

Impressões de Botafogo 3 x 0 Bahia

O Botafogo hoje mostrou que jogando simples, dá pra derrotar qualquer um. Atenção na marcação, calma nas finalizações e Elkeson jogando o que sabe, parecendo estar em melhor forma física. Cidinho também mostrou talento e Seedorf, do camarote, deve ter pensado como pode refinar mais ainda o toque de bola do Fogão. Quando o time joga mal, a impressão que tenho é que é falta de confiança momentânea do time, pois capacidade para boas atuações a cequipe tem.
E temos que citar como é bom ver Renato jogando, não sendo apenas um volante mas também um armador.
Jogando com seriedade e tranquilidade, o Botafogo pode ir longe neste Campeonato e na Sul-Americana.

Veja aqui os gols:

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Chegada de Seedorf abre uma interessante era no futebol brasileiro

A torcida do Botafogo lotou o Aeroporto Tom Jobim na manhã desta sexta para receber o craque Clarence Seedorf, que atuou nas últimas 10 temporadas no Milan, da Itália. Um jogador diferenciado, que mantém a boa forma aos 36 anos, tem visão de jogo e também marca gols espetaculares.

Seedorf jogando pela seleção holandesa




Era o que o Alvinegro Carioca precisava. Apesar de também necessitar de reforços em outras posições - que também estão chegando - a experiência do "Professor" (como é conhecido na Europa) é fundamental para tirar definitivamente do Botafogo a síndrome do "quase", quando deixou escapar vagas e títulos importantes nas rodadas finais nos últimos anos. Seedorf certamente não vai sentir o peso da camisa e das decisões, quando o Glorioso passar por elas. São poucos os jogadores que nunca foram expulsos ao longo da sua carreira como Seedorf, nos seus mais de 800 jogos. Ele também raramente se contunde, o que é fundamental para torneios longos como o Campeonato Brasileiro.
É um atleta diferenciado. Simpático, ficou positivamente surpreso com o carinho da torcida na chegada e já mostrou em seu primeiro dia no Rio de Janeiro que vai sempre atender os torcedores, mostrando novamente que craque de verdade cultiva a humildade e a simplicidade.



Um grande exemplo de seu profissionalismo pode ser retratado no fato de que ele solicitou ao presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, para treinar ainda hoje. Surpreso, o mandatário do clube acatou o pedido do seu funcionário, que fez uma leve atividade física no hotel onde está hospedado, em Ipanema, zona sul do Rio:




A imagem acima retrata como a chegada do jogador nascido no Suriname e naturalizado holandês pode trazer um novo frescor ao futebol brasileiro, onde atletas que se acham craques fazem de tudo para não treinar - os chamados "chinelinhos" dos clubes. Seedorf sabe a responsabilidade que lhe foi passada pela torcida botafoguense, ao mesmo tempo que tem noção de que mesmo sendo um jogador diferenciado, deve sempre cultivar o profissionalismo irrestrito.

Sua chegada também mostra o novo poderio econômico do Brasil. Para contratá-lo, em uma grande engenharia financeira, o Botafogo apresentou garantias financeiras de que poderá pagar seu salário (cerca de R$ 600 mil por mês) e muita discrição durante toda a negociação, mostrando que hoje em dia tem uma infraestrutura próxima às dos clubes europeus e que fez o ex-jogador da seleção holandesa rejeitar propostas milionárias da China, da Rússia, dos EUA e de outros clubes da Europa. Para o torcedor, o momento deve ser de euforia e de pés no chão. O apoio a ele e aos outros jogadores do Botafogo é fundamental para que ele possa mostrar toda sua categoria em campo, sem afobação e sabendo que os passes, os gols e os lançamentos milimétricos sairão naturalmente ao longo das partidas.
Boa sorte e bem-vindo, Seedorf!

Veja aqui alguns golaços do meio-campista:

 


Comemorando um dos seus muitos títulos pelo Milan: Carreira vencedora vai ser grande inspiração aos outros atletas do Botafogo e motivação para o clube fazer cada vez mais um trabalho profissional e buscando grandes resultados.



Tiger Stone – Um pavimentador automático



Parece incrível, mas existe uma máquina que pode estender a superfície pavimentada, como se fosse um tapete: é a Tigre-Stone, uma genialidade holandesa com capacidade de assentar 400 metros de pavimentação de rua em um dia.





O processo é muito mais simples do que parece – a máquina tem uma bacia alongada que contém os pavers ou tijolos, e uma plataforma para que os operadores possam facilmente afixá-l0s a um plano inclinado.

A máquina de pavimentação holandesa usa a gravidade e um motor elétrico para imprimir estradas de pedra e tijolo. É uma máquina de seis metros de largura, capaz de assentar 400 metros quadrados de estrada por dia. A largura da impressão é ajustável da largura de uma estrada até uma passagem tão estreita como umaciclovia ou passarela. Não existem peças móveis dentro da máquina, elasimplesmente usa uma plataforma que é alimentada por tijolos e eles são automaticamente ordenados e embalados juntos pela gravidade, cada pedra que associada com a ligação feita anteriormente. Há um motor elétrico silencioso que move a máquina ao longo de um leito de areia criando resultados consistentes comum pavimentador simplesmente operando.
Fonte






Corinthians quer Ronaldo em campo no Mundial de Clubes

A diretoria do Corinthians quer Ronaldo no Mundial de Clubes da Fifa, no Japão. A ideia é que ele não seja apenas o embaixador do clube na competição, mas que jogue durante alguns minutos, na estreia do time, no dia 12 de dezembro.

Segundo o diário "Lance", apesar da atual condição de aposentado do Fenômeno, parte da diretoria pretende colocá-lo em campo por um período curto no primeiro compromisso em terras asiáticas. A ideia ainda não é unanimidade no departamento de futebol profissional, porém os responsáveis pelo marketing estão convencidos de que seria uma jogada de mestre, na qual traria benefício em diversas esferas.

A começar pela aproximação com os torcedores japoneses que já demonstraram fanatismo pelo ex-camisa 9 da Seleção Brasileira, sentimento esse que explodiu após o pentacampeonato, em 2002. Na visão daqueles que defendem a ideia, o Corinthians passaria a ser visto de uma maneira bem mais afetuosa, arrastando a torcida de quem irá ao estádio ver os jogos.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Ação do FBI contra vírus pode deixar milhares sem internet



Uma ação do FBI, a polícia federal dos EUA, para combater um vírus disseminado por uma rede de criminosos desmantelada no ano passada pode deixar 264 mil pessoas desconectadas da internet a partir de segunda-feira, 9, em quase todo o planeta, inclusive no Brasil.

Os usuários ainda podem evitar os problemas se agirem antes do início da operação do FBI. Depois disso, ficarão sem condições de acessar sites e enviar emails. Ao longo das últimas semanas, o Facebook e o Google tentaram alertar as pessoas. Inicialmente, 4 milhões de máquinas estavam infectadas.

O vírus afeta o DNS (Sistema de Nome de Domínios, na sigla em inglês), que serve para converter os nomes dos sites em números. Por meio deles, um computador pode entrar em contato com outro. Com a contaminação, o sistema fica alterado. Por este motivo, o nome do vírus é DNSChanger.

Desvio

Quando contaminado, um computador, ao tentar acessar um site, acaba sendo desviado para outros, normalmente piratas e que podem roubar dados pessoais, inclusive de contas. Ao desvendar o caso no ano passado, o FBI prendeu uma quadrilha do Leste Europeu e assumiu o controle de 100 servidores usados pelos criminosos.

Inicialmente, as autoridades americanas montaram um esquema que desviava de forma automática os computadores infectados dos sites piratas para os reais, resolvendo o problema. Assim, as pessoas sequer notam que estão contaminadas. A partir de segunda, este sistema será encerrado pelo FBI. Os usuários infectados, consequentemente, ficarão fora da internet até arrumarem as suas máquinas por meio de anti-vírus. Antes, porém, é recomendável fazer um back-up.

Verificação



Uma das formas de verificar se um computador está infectado é entrar no site do FBI ou do DNSChanger Working Group e colocar o número do IP. Ao menos 58 das 500 maiores empresas do mundo tem ao menos um computador infectado.

Corintiano que atropelou torcedores em SP não tem habilitação, diz polícia


"Vai Corinthians"..e atropela todo mundo!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Após vencer câncer na infância, britânica luta contra a doença como pesquisadora




"Prezado câncer, derrotei você aos 8 anos, e hoje obtive meu PhD em pesquisa sobre o câncer. Toma essa." Com essa mensagem de Twitter, escrita em 22 de junho, logo depois da aprovação de sua tese de doutorado, a britânica Vicky Forster comemorou não apenas três anos de pesquisas, mas uma vitória de 18 anos sobre a leucemia.

Forster, hoje com 25 anos, foi diagnosticada com a doença aos sete anos. Passou dois anos e meio em tratamento até se curar - um período marcado por lembranças boas e tristes.

"Graças às pessoas ao meu redor, como médicos e enfermeiras, a maioria das minhas memórias da época eram boas", disse Forster. "Mas também lembro de chegar ao hospital procurando por um amigo de cinco anos, que tinha câncer de pulmão, e descobrir que ele tinha morrido", completou

A experiência marcaria a vida profissional de Forster. Desde cedo interessada em ciência e química, a menina de sete anos passava horas conversando com seus médicos para tentar entender a doença que sofria e os efeitos das drogas que tomava. "Obter esse conhecimento despertou meu interesse em biologia", explica.

Pesquisas

Forster, natural de Essex (sudeste da Inglaterra), formou-se em ciências biomédicas e obteve seu PhD - comemorado com o tuíte descrito acima, que se tornou viral na internet - após três anos de estudos. Agora vai continuar suas investigações no Instituto de Pesquisas de Câncer da Universidade de Newcastle e busca financiamento para o projeto.

Suas pesquisas focam a leucemia mieloide crônica, especificamente algumas fusões e subfusões genéticas que levam à formação da doença. Com isso, Forster espera abrir caminho para outros estudos, focados na prevenção ou no melhor tratamento dessas mutações.

A pesquisadora passa a maior parte de seu tempo no laboratório, mas mantém contato com pacientes. "A melhor coisa do meu tuíte foi o fato de eu ter recebido mensagens de oito ou dez famílias afetadas pelo câncer, dizendo 'obrigada por compartilhar a sua história, ela prova que dá para viver uma vida normal'", afirma.

Tuíte

O jornal britânico The Observer conta que o tuíte de Forster foi retuitado mais de 4 mil vezes e traduzido em diversas línguas. "Seu tuíte sobre derrotar a leucemia e obter seu PhD (é) uma inspiração! Meu filho (de seis anos) conclui seu tratamento em três semanas", respondeu um pai.

Em seu trabalho, porém, a abordagem é outra. "Todos os que trabalham comigo ou que pesquisam câncer no mundo têm suas razões para fazer isso, muitos também tiveram câncer ou perderam um parente", afirma ela. "A minha história é apenas mais uma. E estou muito feliz em ser julgada simplesmente pela qualidade do meu trabalho. A minha experiência não me faz melhor, apenas me aproxima dos pacientes."

Estado de SP

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Em defesa do Big Bang - Neil deGrasse Tyson

Palestra com um dos maiores astrofísicos da atualidade, sobre a origem do Universo:

Riscos da maconha são 'subestimados', dizem especialistas



Especialistas alertam que o público perigosamente subestima os riscos de saúde ligados a fumar maconha.

A British Lung Foundation realizou um levantamento de 1.000 adultos e constatou que um terço erroneamente acredita que a cannabis não prejudica a saúde.

E 88% pensavam incorretamente que cigarros de tabaco seriam mais prejudiciais do que os de maconha - quando um cigarro de maconha traz os mesmos riscos de um maço de cigarros.

A British Lung Foundation afirma quer a falta de consciência é "alarmante".

Amplamente utilizado

Os números mais recentes mostram que 30% das pessoas entre 16 e 59 anos de idade na Inglaterra e no País de Gales usaram cannabis em suas vidas.

Um novo relatório do BLF diz que há ligações científicas entre fumar maconha e a ocorrência de tuberculose, bronquite aguda e câncer de pulmão.

O uso de cannabis também tem sido associado ao aumento da possibilidade de o usuário desenvolver problemas de saúde mental, como a esquizofrenia.

Parte da razão para isso, dizem os especialistas, é que as pessoas, ao fumar maconha, fazem inalações mais profundas e mantêm a fumaça por mais tempo do que quando fumam cigarros de tabaco.

Isso significa que alguém fumando um cigarro de maconha traga quatro vezes mais alcatrão do que com um cigarro de tabaco, e cinco vezes mais monóxido de carbono, diz a BLF.

A pesquisa descobriu que particularmente os jovens desconhecem os riscos.

'Campanha pública'

Quase 40% dos entrevistados com até 35 anos de idade - a faixa etária mais propensa a ter fumado cannabis - acreditam que maconha não é prejudicial.

No entanto, cada cigarro de cannabis aumenta suas chances de desenvolver câncer de pulmão para o equivalente aos riscos de quem fuma um pacote inteiro de 20 cigarros de tabaco, a BLF advertiu.

A chefe-executiva da BLF, Helena Shovelton, disse: "É alarmante que, enquanto pesquisas continuam a revelar as múltiplas consequências para a saúde do uso de maconha, ainda há uma perigosa falta de sensibilização do público sobre o quão prejudicial esta droga pode ser."

"Este não é um problema de nicho - a cannabis é uma das drogas recreativas mais utilizadas no Reino Unido, já que quase um terço da população afirma ter provado."

"Precisamos, portanto, de uma campanha de saúde pública - à semelhança das que têm ajudado a aumentar a conscientização sobre os perigos de se comer alimentos gordurosos ou fumar tabaco - para finalmente acabar com o mito de que fumar maconha é de algum modo um passatempo seguro."

O relatório do BLF recomenda a adoção de um programa de educação pública para aumentar a conscientização do impacto de fumar maconha e um maior investimento na pesquisa sobre as consequências para a saúde de seu uso.

Judaísmo se destaca pelos altos índices de renda e escolaridade



Tabulações do Censo 2010 feitas pelo GLOBO revelam que, entre os grupos religiosos com ao menos 100 mil adeptos, um se destaca pela alta renda e escolaridade de seus adeptos: o judaísmo. Neste grupo, mais da metade (62%) dos judeus com mais de 25 anos de idade possuem nível superior completo, o maior percentual entre todas as denominações. A renda média per capita nessa população também é a maior: R$ 4.701.

Para a presidente da Federação Israelita do Rio de Janeiro, Sarita Schaffel, os dados são reflexo da doutrina da religião, que estimula a leitura e tem a aquisição de cultura como um de seus pilares.
— O povo judeu é o povo do livro. Aprendemos ao longo dos anos, com as seguidas perseguições que sofremos, que a cultura é o único elemento que ninguém pode tirar de um povo. Por isso, a família judaica considera a educação dos filhos uma prioridade — conta Sarita, que acredita que a associação entre renda e religião ainda gera preconceito por parte de grande parte da sociedade — Existem muitos judeus que passam dificuldades, mas somos muito solidários entre nós.
O professor de Sociologia da Religião da PUC-RS Ricardo Mariano considera naturais os dados referentes ao judaísmo mostrados pela pesquisa. Para o especialista, o fato de a religião ser hereditária — só nasce judeu quem é filho de mãe judia — favorece a manutenção de taxas de instrução e renda altas.
— O judaísmo é uma religião étnica, ninguém se converte judeu. Por isso, o perfil de quem pratica a religião não muda. Além disso, o Judaísmo tem a instrução como um de seus pilares principais, afinal depende da leitura e do estudo do livro sagrado para a prática religiosa. O alto grau de instrução leva, naturalmente, a uma renda maior — explica Mariano.
- Judeus e espíritas são os grupos religiosos que sempre têm aparecido no Censo como tendo presença nas faixas de renda mais altas, e também naquelas com maior nível de instrução. No caso dos judeus, por exemplo, eles têm a característica de serem uma religião de segmento, com uma forte participação no setor empresarial, e localizada em áreas das classes A e B da população -- afirma Cesar Romero Jacob, cientista político da PUC-Rio.
Entre os espíritas, 98,6% são alfabetizados
Outro grupo religioso que chama a atenção pelo alto grau de instrução é o espírita. Os dados dos devotos do espiritismo chamaram atenção pelo número de alfabetizados, 98,6%, o maior entre os quatro maiores grupos religiosos contabilizados pelo estudo — católicos, evangélicos, espíritas e praticantes da umbanda e candomblé.
O professor de Ciências da Religião da PUC-SP, Edin Abumanssur, credita esses números ao universo social em que a religião circula:
— O espiritismo tem entre seus adeptos muita gente de classe média e é assim desde o século XIX quando chegou ao Brasil.
Para Ricardo Mariano, a forma como a religião é transmitida também influencia na configuração do perfil de quem a pratica.
— A transmissão do espiritismo não se dá pela TV, pelo rádio, mas sim através da literatura. Assim, a capacidade de ler se torna um requisito para a prática religiosa — afirma.
No outro extremo, os grupos religiosos de menor renda e escolaridade são de igrejas evangélicas pentecostais. Na Igreja Evangélica Pentecostal Deus é Amor, apenas 1% possui nível superior completo e a renda média per capita é de R$ 345.

O Globo

A fórmula "religiosidade e estudo" sempre funciona bem, independente da crença que se professa. A cultura milenar, no caso dos judeus, tem uma influência muito interessante sobre estes resultados. O fomento aos estudos e à uma boa educação financeira sempre devem ser copiados por qualquer família, judia ou não.

domingo, 1 de julho de 2012

Por que é quase impossível criar um bom substituto para carne




Cientistas ao redor do mundo vêm trabalhando há anos para criar um substituto convincente para a carne. Ou feito com soja, ou sintetizado a partir de células-tronco – se ele tiver o gosto da carne real, ele pode mudar o mundo. Mas nem mesmo um prêmio de US$1 milhão foi o bastante para torná-lo realidade: nesta quarta-feira, faltando menos de uma semana, o prazo de um concurso patrocinado pela PETA a fim de criar carne in vitro foi estendido até 2013. Qual é o problema?


Quem deixa de comer carne tem vários motivos para isso: fazendas industriais e matadouros tratam animais de forma cruel, sem abatê-los de forma indolor; uma dieta vegetariana reduz o risco de várias doenças e até câncer; e produzir carne exige muito mais recursos que a agricultura, e prejudica mais o meio ambiente.
A jornada para encontrar um substituto satisfatório para a carne se tornou uma obsessão entre pessoas como eu – sou vegetariano, mas adoro o gosto da carne, e nos oito anos desde que parei de comê-la, eu venho procurando todo tipo de reprodução de carne vermelha, aves ou peixes que pudesse encontrar. Eu experimentei tofurky assado (peru de tofu e glúten), burritos de soy-rizo (chouriço de soja), churrasco grego de seitan (carne de glúten), e “pato falso” (também de glúten) em inúmeros restaurantes tailandeses. Eu já sujei o rosto e as mãos com molho de carne moída vegana. Até o momento, a diferença entre carne vegetal e real tem sido óbvia. Mas há diversos motivos para crer que isto pode mudar em breve.
Sim, já existem muitas formas profundamente não-apetitosas de se criar um substituto de carne. Primeiro, a carne clonada; depois, o cientista japonês Mitsuyuki Ikeda. Ele criou uma forma de transformar excremento humano em carne artificial. Boa sorte tentando convencer alguém a comer hambúrguer de merda.
O melhor substituto de carne
Quando a esperança parecia ter acabado para entusiastas de carne vegetal, Fu-Hung Hsieh, professor de bioengenharia na Universidade de Missouri, revelou seu grande avanço. Depois de uma década de pesquisas, em 2010, Hsieh e sua equipe criaram o que agora é considerado como o melhor substituto de carne – e não é pelo gosto. O desafio é criar a sensação na boca: carne moída de soja, por exemplo, não se desmancha numa panela quente como a carne real. Carne sintética de ave não se desfaz em fios como a carne de verdade. Pelo menos, não até Hsieh dar uma solução.
A receita de Hsieh, que inclui ingredientes como proteína de soja, proteína de ervilha e fibra de cenouras, foi comprada ano passado por uma startup em Maryland chamada Beyond Meat. Quem está bastante envolvido no mundo da tecnologia já deve conhecê-la por cima, porque a Beyond Meat é a primeira empresa alimentícia a atrair investimento de Evan Williams e Biz Stone, os co-fundadores do Twitter. Uma porta-voz da empresa disse que tem planos de levar completamente sua carne vegetal de frango ao mercado em 2013 – mas já é possível comprá-la em algumas lojas da Whole Foods na Califórnia.
E qual é o gosto? Mark Bittman, do New York Times, experimentou e parece ter gostado, dizendo: “Quando você pega o produto [da Beyond Meat], corta e combina com, por exemplo, tomate picado, alface e maionese com um pouco de tempero, e embrulha num burrito, você não vai ver a diferença entre ele e frango. Eu, pelo menos, não senti, e este é o tipo de coisa que eu faço todo dia.”
Enquanto isso, na Europa, cientistas e empresas alimentícias da Espanha à Holanda estão trabalhando em um projeto chamado LikeMeat, uma tentativa de produzir um substituto de carne mais gostoso e com melhor textura para consumidores. E na Universidade de Stanford, nos EUA, o professor de bioquímica vegana Patrick Brown também acredita que ele conseguiu algo grande em “carne” baseada em vegetais, dizendo em uma conferência à imprensa em Vancouver, Canadá, que ele está próximo de criar “um produto que pode competir de frente com produtos de carne e leite, baseado em sabor e valor para o consumidor médio”.

In vitro
Não importa quanto trabalho duro os cientistas tenham em inúmeros laboratórios ao redor do mundo, sempre haverá aqueles que dizem sentir a diferença entre carne vegetal e a carne de verdade, mesmo que um especialista em comida de Nova York diga que não sente diferença. Meu pai faz isso, e no dia de Ação de Graças ele chama meu Tofurky de “comida pra coelho”. Para esse tipo de pessoa, cientistas estão ocupados desenvolvendo uma forma de obter carne de verdade sem qualquer produto vegetal, poluição ou sangramento.
O PETA, grupo que defende os direitos dos animais, ofereceu um prêmio em 2008: eles vão pagar US$1 milhão para quem conseguir criar carne in vitro – e levá-la ao mercado – até 30 de junho de 2012. Faltando menos de uma semana, o PETA estendeu o prazo até 2013, para dar mais tempo a diversos laboratórios que prometem este trabalho.
Andras Forgacs, CEO do grupo Modern Meadow, é o primeiro cientista norte-americano a criar um produto de carne com tecido artificial. Em fevereiro, o Los Angeles Times informou que um investidor privado anônimo colocou mais de US$300.000 para apoiar outro projeto, liderado por Mark Post, chefe do departamento de fisiologia na Universidade de Maastricht, na Holanda.
Post e sua equipe pegaram células-tronco de porcos e as colocaram num soro de feto de vaca, permitindo que as células virassem tecido muscular. Os cientistas então formaram o tecido muscular através de tensão mecânica e choques elétricos, aumentando seu volume em várias vezes. A equipe espera ter um protótipo de carne de hambúrguer até outubro.
Os benefícios
A própria ideia de criar carne em laboratório pode acabar com o apetite de muita gente que vá comer uma costeleta de porco. Mas se você conseguir superar a repulsa inicial, os benefícios de ter muitos e bons substitutos de carne são difíceis de se ignorar. Imagine um mundo onde cientistas possam criar bifes com gosto de bife, mas imbuído com ômega-3, encontrado em peixes. Ou uma carne que permitiria a crianças do terceiro mundo ingerir tantas proteínas quanto as de países ricos. Com o substituto de carne, diz Post, a produção de carne exigiria 40% menos energia que hoje.
A redução de energia deve se destacar para qualquer pessoa que simplesmente se recuse a desistir de carne real. É verdade que as pessoas deveriam, na maior parte dos casos, poder comer o que quiserem. Mas um conjunto crescente de pesquisas mostra que comer carne dificilmente é uma escolha pessoal. Talvez já tenha sido. Mas hoje, quando a grande maioria da carne vem de fazendas industriais, que consomem muita energia, prejudicam o meio ambiente e são cruéis com os animais, comer carne em países ricos é uma escolha pessoal quase tanto quanto fumar em aviões costumava ser uma escolha pessoal. Claro, você pode fazer isto, mas assim você ferra com os outros.
Desenvolver uma tecnologia para imitar carne de forma convincente beneficia todo mundo – porque sério, lá no fundo, quem não curte um x-burguer?

Cord Jefferson é um escritor de Los Angeles. Seu trabalho já apareceu na National Geographic, GOOD, The Awl, The Root, NPR, Gawker e outros.

Brasil compra modernas locomotivas




Conheça a locomotiva de cremalheira mais potente já produzida no mundo. A máquina, que chegará em agosto, faz parte de um projeto de redução de congestionamentos e de emissões de CO2

DIMMI AMORA
DE BRASÍLIA
As locomotivas mais potentes do mundo começam a chegar em agosto para operar no trecho da serra do Mar, em Santos (SP).

Hoje, pela área se transporta principalmente minério. Apenas 60 mil contêineres por ano descem de trem até Santos porque as locomotivas antigas, da década de 1970, estão perdendo a força.

A ideia, com as novas locomotivas, é ir aumentando a quantidade de contêineres transportados por trem, tirando caminhões das estradas.

Segundo a MRS Logística, somente com a operação das locomotivas e uma obra de 12 km de novas linhas que será concluída até o fim do ano, será possível retirar 2.000 caminhões por dia das vias.

Colocados em fila, eles ocupariam 30 km, emitindo CO₂ equivalente ao de 35 mil carros de passeio.

O presidente da MRS, Eduardo Parente, afirma que o gargalo para chegar a Santos começa na via Dutra. "Hoje o transporte por trem demora e, por isso, os caminhões são escolhidos."

As sete locomotivas, compradas por cerca de R$ 130 milhões, carregam, quando usadas em dupla, peso equivalente a 140 elefantes adultos. A força de cada uma equivale à de 84 carros populares.

Mas, para carregar cerca de 1,5 milhão de contêineres, como previsto, três novos trechos de ferrovias precisam ser concluídos até 2014.

É quando a CPTM passará a usar quase toda a capacidade dos trilhos na região central de São Paulo para transportar passageiros.