Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Sangue humano artificial é produzido na Romênia



A pesquisa vem de uma equipe de cientistas da Universidade de Babes-Bolyai, em Cluj-Napoca.


A universidade fica a noroeste da Romênia. A pesquisa conseguiu criar uma “receita” de sangue artificial cujos testes preliminares mostraram-se satisfatórios para os padrões desejáveis.

A equipe, liderada pelo professor Radu Silaghi-Dumitrescu, que tem apenas 39 anos, conseguiu criar o sangue após 6 anos de intensas pesquisas e a descoberta pode ser crucial para salvar vidas em hospitais de todo o mundo onde a escassez de sangue para transfusão, especialmente os tipos raros, é grande.

A composição do sangue artificial é uma mistura balanceada de água, sal, albumina e uma proteína chamada hemeritrina que é extraída de vermes marinhos. Essa mistura estabiliza a pressão arterial e permite os mesmos efeitos que o sangue natural.

Os primeiros testes foram realizados em ratos: “Os camundongos tratados com este tipo de sangue não mostraram nenhum sinal de doença ou inflamação. O objetivo final é que, caso não haja reações de rejeição ao sangue artificial, seja usado no corpo humano”, disse Silaghi-Dumitrescu em entrevista ao Mediafax.

Ele ainda comentou que todas as tentativas anteriores de criar um sangue artificial foi um fracasso porque eles não conseguiam encontrar uma proteína que mantivesse as substâncias imunes de fatores de estresse externo. Até o momento, os ensaios com animais não mostraram toxicidade.



O cientista ainda afirmou que os testes com camundongos irão continuar até que se prove que não existe nenhum tipo de toxicidade antes de testes serem feitos com humanos. A pesquisa será concluída em, no máximo, 2 anos: “Os testes em humanos são muito delicados e precisamos de licenças difíceis porque representa um risco enorme”, disse.

Se mais testes se mostrarem satisfatórios, a mistura será patenteada e apresentada em diversas revistas científicas de todo o mundo.

O Ministério de Educação e Pesquisa da Romênia apóia a pesquisa, mesmo em um período de crise onde o financiamento foi cortado de diversas instituições de ensino.

Jornal Ciência

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Experimentos e beagles: FAQs

O biólogo Pirulla responde à questionamentos comuns sobre experimentos em animais, como argumentos do tipo "Experimentem em presidiários" e outras coisas:

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Preço do Playstation 4 no Brasil





O preço oficial do Playstation 4 no Brasil, anunciado nesta quinta-feira, 17, pela Sony pegou todo mundo de surpresa. O incrível valor de R$ 4 mil é muto mais alto do que todos esperavam, e é até difícil entender os motivos pelos quais ele chegará ao país tão caro.

Impostos, como sempre são um fator importante, mas eles não são suficientes para explicar o valor tão alto, já que o Xbox One, que também será importado e é US$ 100 mais caro nos Estados Unidos, será lançado por quase metade do preço do PS4.

Para entender a matemática por trás dos impostos em consoles, é importante saber que videogames são uma categoria de produtos mais tributadas do país. Cerca de 72,18% do valor dos consoles no país correspondem a taxas. Somente caipirinha (76,66%), cigarro (80,42%), Vodca (81,52%), casaco de pele (81,86%) e cachaça (81,87%) têm cargas mais pesadas que os videogames, segundo relatório do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário obtido pelo Olhar Digital. Até armas de fogo chegam a ser menos taxadas que os games.

Estão entre os impostos ICMS (Imposto sobre Mercadorias e Serviços), Pis (Programa de Integração Social) e Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). Em caso de produtos importados, também entra o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

Contudo, se impostos fossem o único problema, o console seria lançado por cerca de R$ 2 mil. A conta é a seguinte: O PS4 custa R$ 864 (US$ 400); incidindo o imposto sobre importação de 20%, o valor sobe para R$ 1036,80. Com o acréscimo de 1,65% do PIS, o custo aumenta para R$ 1051.

Em seguida entra o ICMS, imposto estatal. Em São Paulo, o valor é de 25%, que faz o preço aumentar para R$ 1267. Incluindo o Cofins, de 7,6% o salto é para R$ 1332. Em seguida entra o IPI, um dos mais pesados, de 50%, que levanta o preço para R$ 1765. Por fim, a substituição tributária eleva o preço em 35,9%, concluindo os R$ 2.075.

De acordo com o diretor de planejamento da IT Data, Ivair Rodrigues, então que outra questão pode encarecer produtos eletrônicos no Brasil? As margens de lucro. Com isso, sobram quase R$ 2 mil de margem de lucro no preço final, que devem ser divididos entre a Sony e os lojistas.

As redes varejistas são quem mais lucram ao vender aparatos tecnológicos - até porque lidam com mais riscos como assaltos, por exemplo -, mas os fabricantes e distribuidores também tiram suas fatias.

"Aqui, dependendo do produto, a margem é superior a 100%", disse ele, ressaltando que dificilmente esse exagero chega aos eletrônicos.

Olhar Digital

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Projeto de lei obriga empresas a custear valor total do vale-transporte



A CAS (Comissão de Assuntos Sociais) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (16), em caráter terminativo, texto prevendo que as despesas com transporte de empregados são do empregador, desonerando assim o trabalhador dos custos com vale-transporte. O projeto ainda precisa ser analisado pelos deputados.

Pelos cálculos e avaliação do autor do Projeto de Lei (PL) 242/2013, senador Fernando Collor (PTB-AL), o impacto da medida no orçamento das empresas é "desprezível".




Pelas regras atuais, o empregador arca com uma ajuda de custo equivalente ao valor que ultrapassar os 6% do salário do empregado.

Assim, um trabalhador que recebe salário mínimo (R$ 678) e gasta R$ 132 com transporte (22 passagens de ida e 22 de volta, a R$ 3), sofre desconto de R$ 40,68 e recebe do empregador R$ 91,32.

O relator da matéria, senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou que, pela lei, o vale-transporte é uma antecipação feita pelo empregador do valor gasto com transporte pelo empregado, para que se desloque de sua residência ao local de trabalho e retorne para casa.

O benefício inclui o sistema de transporte coletivo público, urbano, intermunicipal e interestadual.

Convencido pelo autor da proposta, o senador Paim defendeu que a transferência dos custos totais do benefício para o empregador "fará grande diferença no orçamento dos empregados e não causará tanto impacto nos custos das empresas".

Segundo ele, além do impacto ser pequeno, esse tipo de despesa ainda pode ser abatido da receita da empresa, "para fins de apuração de seu lucro tributável, portanto, prejuízo não haverá para a classe produtiva", concluiu.

Qualquer trabalhador tem, por lei, direito ao vale-transporte para o deslocamento residência-trabalho-residência, mas o gasto não é contabilizado como salário, nem considerado para cálculos de outros recursos, como o do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O valor também não se configura como rendimento tributável.

(Com Agência Brasil)

UOL

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Sugestão para as operadoras de TV a cabo ganharem MUITO DINHEIRO

Lancem um canal só de seriados tokusatsus japoneses. Passem o dia todo Changeman, Jaspion, Sharivan e o caramba.
Vendam o pacote à la carte e milhões de fãs dessas séries vão assinar.

Como isto aqui:

  

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Rússia vai oferecer ao Brasil coprodução do caça T-50





© paralay.com



Durante as negociações no Brasil, a delegação russa vai oferecer uma coprodução de modelos promissores de aviões de quinta geração.


A delegação russa, chefiada pelo ministro da Defesa, Serguei Shoigu, realizará entre 14 e 17 de outubro visitas ao Peru e Brasil. Nas conversações está prevista discussão das questões de cooperação militar e técnico-militar.

"Nas negociações no Brasil, estamos prontos para oferecer não só a compra de aeronaves modernas acabadas como o Su-35, mas também a produção conjunta de modelos promissores de aviões como o T-50," disse um dos integrantes da delegação.

Voz da Rússia


É uma excelente opção para o projeto FX, de renovação da frota da FAB. A Rússia possui uma grande experiência na elaboração de caças.

Melhor sátira à Telexfree

domingo, 13 de outubro de 2013

Botafogo 2 x 1 Flamengo, de virada



Na raça do Botafogo, 2x diante do Flamengo. Excelente atuação de Seedorf, Gegê e Rafael Marques, que marcou um golaço. A zaga se portou bem, após uma bobeada e até Renan fez boas defesas. E agora que venha a vitória na Copa do Brasil.

Sindicatos aprovam acordo e greve dos bancários termina em SP



Os bancários de São Paulo aprovaram nesta sexta-feira (11), em assembleias do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, o acordo que põe fim à greve da categoria, que completou 23 dias. Com isso, as agências reabrem normalmente a partir de segunda-feira (14), segundo o sindicato. O acordo foi aprovado pelos funcionários do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos bancos privados.

No Rio de Janeiro, a proposta também foi aceita e a greve encerrada.

Na madrugada desta sexta, o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) chegaram a um acordo para pôr encerrar a paralisação. O acordo, no entanto, precisa passar por aprovação das assembleias locais.

Os principais pontos do acordo, segundo a Contraf-CUT, são 8% de reajuste (1,82% de aumento real); 8,5% (2,29%) de reajuste para o piso da categoria, e compensação pelos dias parados pela greve de até uma hora por dia (entre segunda e sexta-feira) até o dia 15 de dezembro.


G1

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Aparelhos Windows Phone com dual SIM devem ser lançados em breve



Embora seja certo que aparelhos Windows Phone lançados no futuro vão contar com novas funções e hardwares mais poderosos, uma característica incomum para um smartphone potente deve fazer sua estreia em breve em alguns produtos com o sistema: a possibilidade de usar dois ou mais cartões SIM.

Segundo o site C Tech, empresas como HTC e Nokia já estão estudando a introdução desse recurso, que deve abrir a elas portas em países em desenvolvimento. Segundo a publicação, a HTC deve lançar três dispositivos com o sistema operacional da Microsoft ainda este ano, sendo que um deles deve se tratar de uma versão adaptada do HTC One com características bastante semelhantes às de seu modelo original.

Os smartphones com dual SIM devem ser lançados com foco em mercados como a China e a Índia, especialmente adeptos a esse tipo de recurso devido às características das operadoras e redes locais. A característica também deve chegar ao Ocidente na forma de aparelhos com hardwares mais simples voltados a um público consumidor menos exigente.



Tecmundo

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Botafogo 3 x 1 Náutico



Mais importante que o placar, foi o resultado e a postura. O Botafogo não desistiu de nenhuma jogada, errou bem menos passes hoje e o Seedorf voltou a jogar bem. O Rafael Marques esteve incansável, a equipe esteve mais atenta e tirando o erro do Renan no gol do Náutico, o Renan fez algumas defesas difíceis. Gol merecido do Gegê também, que é um bom volante que sabe chegar no ataque.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

A corrupção correu solta durante a ditadura



A velha corrupção





Muita gente, repetindo os lacerdinhas da Veja, manda recados com o tradicional “não havia corrupção durante o regime militar” e “nenhum general presidente enriqueceu no poder”. Na primeira parte, confundem falta de divulgação com inexistência. Na segunda, consideram que sustentar um regime de tortura e morte é menos grave. A corrupção durante o regime militar foi uma constante. O historiador Carlos Fico, em “Como eles agiam”, mostra que a ação contra a suposta “crise moral” foi o mote dos militares. Sempre que a expressão “dissolução de costumes” se espalha, tem autoritarismo no ar. Os ditadores queriam acabar com a corrupção, que viam como um traço cultural muito “característico do brasileiro”.

O ministro Armando Falcão, pilar da ditadura, chegou a dizer: “O problema mais grave no Brasil não é a subversão. É a corrupção, muito mais difícil de caracterizar, punir e erradicar”. Com o AI-5, de 1968, a ditadura dotou-se de mecanismo para confiscar bens de corruptos. A Comissão Geral de Investigações, criada em 17 de dezembro de 1968, propunha-se a “promover investigações sumárias para o confisco de bens de todos quanto tenham enriquecido ilicitamente, no exercício do cargo ou função pública”. A roubalheira correu solta durante todo o regime militar. Carlos Fico conta que, entre 1968 e 1973, auge da ditadura, a CGI analisou 1.153 processos de corrupção. Aprovou 41 confiscos de um total de 58 pedidos. Entre os investigados ou condenados, “mais de 41% dos atingidos eram políticos (prefeitos e parlamentares) e aproximadamente 36% eram funcionários públicos. Num único ato, em 1973, chegaram ao Sistema CGI cerca de 400 representações ou denúncias”. Seria o caso de dizer: nunca se roubou tanto no país quanto em 1973.

Carlos Fico pergunta: “Por que, então, fracassou a iniciativa de ‘combate à corrupção’ do regime militar pós- AI-5?”. A resposta vai enfurecer os adeptos dos lacerdinhas: “Em primeiro lugar, a impossibilidade de manter os militares num compartimento estanque, imunes à corrupção, notadamente quando já ocupavam tantos cargos importantes da estrutura administrativa federal. Não terão sido pouco os casos de processos interrompidos por causa da identificação de envolvimento de afiliados ao regime”. Fico sabe do que fala. Foi um dos primeiros a ter acesso a arquivos com material sigiloso do regime. Examinou todos os processos de confisco no Arquivo Nacional. Cláudio Guerra, no recente “Memórias de uma guerra suja”, afirma que o regime financiou a repressão, na sua fase final, com dinheiro do jogo do bicho. Cita empresários, como o dono da Itapemirim, que receberam vantagens oficiais pelos bons serviços à repressão.

Uma determinação do Ministério da Justiça orientava a mídia: “É vedada a descrição minuciosa do modo de cometimento de delitos”. Não foi possível divulgar a descoberta de uma carga de drogas no quartel da Barra Mansa. O ministro do Trabalho, o gaúcho Arnaldo Prieto, em 1974, censurou as notícias sobre sua desastrada política salarial. Foram censuradas também as “gravuras eróticas de Picasso”. O consumo de drogas era considerado parte do “variado arsenal do movimento comunista internacional”. Que tempos! Um paraíso artificial. Uau!

Correio do Povo

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Minuto de celular no Brasil é o mais caro do mundo



Pode até não ser uma surpresa, mas agora é oficial: segundo um relatório da União Internacional de Telecomunicações (UIT) que analisou 161 países, a tarifa de celular do Brasil é a mais cara do mundo em termos absolutos.

Em média e durante o horário de pico, gasta-se US$ 0,71 por minuto no Brasil com chamadas de celular da mesma operadora. Entre duas empresas diferentes, o valor sobe para US$ 0,74. O registro foi feito com base em chamadas de São Paulo.

A situação fica ainda pior em comparação com outros países. Nos Estados Unidos e em Portugal, paga-se três vezes menos. Na Espanha, cinco. A tarifa de Hong Kong fora do horário de pico é de apenas US$ 0,01.

Banda larga e telefonia fixa
Na pesquisa sobre o preço da banda larga, o Brasil oferece o 55° preço mais baixo, sendo o terceiro país de internet mais barata na América Latina. Já nos gastos em telefonia fixa, somos o 112°.

Em termos gerais, levando em conta telefone fixo e internet, o "pacote de telecomunicações" do país ocupa a 93° posição entre os 161 pesquisados. A única boa notícia do relatório para o Brasil é o aumento do acesso dos brasileiros aos celulares, à banda larga e ao uso do computador em casa: a taxa já é de mais de 50% da população em cada um dos quesitos.

Tecmundo


Quando é que o governo, com a inútil ANATEL (a mesma que permite que as operadoras de banda larga garantam só 10% da velocidade contratada), vai tomar providências contra o lucro abusivo das operadoras? É o tipo de coisa que prejudica os pobres diretamente, pois as pessoas gastam muito dinheiro colocando créditos no celular e eles pouco duram, mesmo com os "bônus".

Causas e sintomas do linfoma



O sistema linfático é composto por órgãos, vasos e tecidos linfáticos e pelos linfonodos (popularmente conhecidos como ínguas), que se distribuem em posições estratégicas do corpo para ajudar a defendê-lo de infecções. Esse sistema produz e transporta os glóbulos brancos, células que combatem as infecções e participam do sistema de defesa do organismo.

O linfoma ocorre quando uma célula normal do sistema linfático se transforma, cresce sem parar e se dissemina pelo organismo.

Os diversos tipos de linfomas têm comportamento e grau de agressividade diversos. Eles podem ser divididos em dois grandes grupos: linfoma de Hodgkin e linfoma de não-Hodgkin. Os primeiros ocorrem em um tipo de célula linfoide conhecido como célula de Reed-Sternberge; os segundos são mais comuns e podem surgir em outras células do sistema linfático.

Causas e Diagnóstico

Alguns linfomas estão relacionados a infecções crônicas, que podem predispor à mutação das células linfáticas. Outros podem ocorrer devido a fatores ambientais, como a exposição a produtos químicos. Na maioria dos casos, no entanto, não há causa definida, mas os linfomas ocorrem mais em idosos.

O primeiro sinal do linfoma é a presença de linfonodos (ínguas) mesmo quando não há nenhuma infecção. Nesse caso, os glóbulos brancos proliferam desordenadamente, gerando o crescimento anormal dos linfonodos. Em geral, os linfonodos infecciosos são dolorosos, ao contrário daqueles presentes nos linfomas.

Quando isso acontece, o paciente deve ser submetido a uma biopsia do gânglio alterado, que será analisada por um patologista. Feito o diagnóstico, o próximo passo é o estadiamento, para identificar outras áreas possivelmente acometidas pelo câncer. Também são pedidos exames de imagem para auxiliar no diagnóstico.

Tratamento

O tratamento mais usado é a quimioterapia, complementada, em alguns casos, com a radioterapia. A quimioterapia é mais eficaz no linfoma do que nos demais tumores sólidos, como câncer de pulmão e de intestino.

Os anticorpos monoclonais, proteínas presentes no sistema de defesa do organismo alteradas em laboratório, também podem ser utilizados no tratamento associados à quimioterapia.

Recomendações

* Evite a exposição prolongada a produtos químicos, em especial aos produtos agrícolas;

* Pacientes infectados com o vírus HTLV e o vírus HIV correm risco maior de desenvolver linfoma, portanto devem estar mais atentos aos sintomas;

* Faça um autoexame frequentemente. Quanto mais você conhecer o próprio corpo, mais depressa identificará possíveis alterações físicas;

* A incidência de linfoma aumenta com a idade; por isso os idosos, principalmente os de ascendência europeia, devem redobrar a atenção;

* Procure um médico se notar a presença de uma íngua (gânglio) no pescoço, axila, virilha, especialmente se ela não for dolorosa, tiver crescimento rápido, e você não apresentar nenhum outro sinal de infecção.

Fonte-Site do Dr. Drauzio Varella

domingo, 6 de outubro de 2013

Serra comemora aliança Campos-Marina. Choveu hamburguer para ele



Do Facebook de José Serra, com indisfarçável alegria:

“Após ver pela TV a filiação da Marina ao PSB, levei meus três netos mais dois amiguinhos ao cinema, ver “Tá chovendo hambúrguer 2″. Todos pequenos. Como fiz para cuidar dos cinco na saída, andando pelo Shopping, só Deus sabe…
Depois, botei minha neta para dormir.”


Ele sabe que a insólita aliança Campos-Marina o reposiciona no jogo, por enfraquecer ainda mais Aécio Neves, que faz força para se mostrar “feliz” com o arranjo, mas está apreensivo.

É o que registra a Folha, noticiando, ao mesmo tempo, a euforia serrista.

São Paulo, é bom lembrar, não tem candidatos próprios a Presidente e um Aécio fraco não parece ser capaz de inverter a rota de Borba Gato.

E São Paulo é um quarto do eleitorado brasileiro.

A sucessão presidencial parece ainda estar na fase das alegorias.

A soma Campos-Marina se faz pela aritmética da política, onde a soma, quase sempre, é menor que a união das parcelas.

Mas esta soma subtrai protagonismo de Aécio e do PSDB, com ele.

Eu disse antes, aqui, e a postagem de Serra ilustra bem o que digo.

A disputa dos netinhos faz chover hambúrguer para o vovô.

Por: Fernando Brito

terça-feira, 1 de outubro de 2013

FAO diz que Brasil já atingiu as Metas do Milênio em termos de combate à fome



Em 20 anos, o número de famintos no Brasil caiu em quase 10 milhões de pessoas. Dados revelados nesta terça-feira, 1º, pela FAO - Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura - apontam que, entre 1992 e 2013, o número de cidadãos que passam fome no País foi reduzido de 22,8 milhões para 13,6 milhões de pessoas. A entidade confirmou que o Brasil, ao lado de cerca de 30 países, já atingiu as Metas do Milênio, criadas pela ONU para reduzir a fome no mundo.

Pela meta, governos precisariam reduzir em 50% a proporção de pessoas que passam fome em relação ao total da população. O ano que serviria de base seria o de 1990 e a meta teria de ser cumprida em 2015.

Segundo a FAO, a redução no Brasil superou a marca de 54%. Em 1990, 15% da população nacional passava fome. Hoje, essa taxa caiu para 6,9%.

Em números absolutos, a redução de 40% é uma das maiores do mundo e é duas vezes mais acelerada que a média mundial.

Segundo a FAO, a fome no mundo de fato caiu nos últimos dois anos e, entre 1992 e 2013, a redução foi de 17%. O total de famintos foi reduzido para 842 milhões de pessoas, contra 868 milhões há dois anos. Em 1992, o número total era de 1 bilhão.

Apesar dos avanços, a FAO insiste que o volume de pessoas famintas é ainda inaceitável. Se grandes países emergentes conseguiram fazer avanços importantes, regiões inteiras da África ainda registram um aumento do problema.

Do total de famintos, apenas 15,7 milhões de pessoas estão nos países ricos. Mas, enquanto o número cai de forma geral no planeta, o volume de cidadãos que passam fome nos países ricos aumentou nos últimos quatro anos, com um incremento de 500 mil.

O fenômeno foi registrado no mesmo período em que a pior crise econômica em 70 anos afetou Europa e Estados Unidos.


Estado de S.Paulo