Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Resenha do filme "Jogos Vorazes - Em Chamas"



Em "Jogos Vorazes- Em Chamas", segunda parte da quadrilogia Jogos Vorazes (a adaptação do terceiro livro será dividida em dois filmes), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) precisa lidar com as consequências do desfecho da primeira trama.

É justamente isto que dá sentido ao filme, tanto para os protagonistas quanto para a nação comandado sob um estado totalitário, controlado pela Capital. Aliás, vale mencionar que o militarismo e o totalitarismo deste governo presente no filme lembra muito o ideal nazista do Reich, como muitos internautas já perceberam (veja aqui), o que é provavelmente uma grande crítica aos estados totalitários.

Ao mesmo tempo em que Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e Katnis, os vitoriosos dos 74° Jogos Vorazes, percebem que sua união e rebeldia despertaram um sentimento de revolta contra a Capital, em uma turnê pelos 12 distritos, eles descobrem que a submissão, tanto deles e quanto do povo, está longe de ter um fim.
Ao longo da história, o presidente Snow (Donald Sutherland) tenta a todo custo derrubar o casal, que coloca ideias subversivas na mente do povo.

A exposição da vida do casal, assim como sua participação nas lutas, lembra bastante o que vemos em programas como Big Brother e tantos outros realities shows - para mim, não será surpresa se daqui há alguns anos tivermos programas de TV onde pessoas precisam lutar até a morte em locais inóspitos, tendo em vista que  o público adora ver o sofrimento alheio à qualquer custo.


Aliás, as lutas na floresta tecnologicamente controlada estão bem melhores. O casal protagonista precisa fazer alianças com alguns participantes inusitados, como um casal de irmãos nerds, o participante de um distrito que está acompanhado de uma idosa engraçada, dentre outros.
 O filme têm cenas bastante picantes, como quando a competidora Johanna Mason (Jena Malone), do nada, tira a roupa sensualmente no elevador, na frente do casal e de seu treinador, o hilário Haymitch (Woody Harrelson).


As mais de duas horas da película dosam bem as cenas de ações, alternando com os momentos de luxo nababesco da Capital e no trem, assim como os figurinos espalhafatosos.  A trilha sonora também se encaixa muito bem no filme e o desfecho da história deixa o espectador com vontade de ver imediatamente à sequência, que estreia nos cinemas em 2014.
"Jogos Vorazes - Em chamas" é uma boa pedida tanto para os fãs dos livros quanto para quem apenas quer se divertir.

Trailer:

2 comentários:

jonas felicio disse...

Achei super boa a resenha que você fez do filme:Jogos Vorazes em Chamas,Usei ela para uma pesquisa da escola.
Você nu poderia deixar eu postar no meu blogger sua resenha eu coloco que foi que escreveu.

jonas felicio disse...

Achei super boa sua resenha do filme do:Jogos Vorazes em Chamas sua ela para uma pesquisa da escola.
Queria saber se você não deixa eu postar ela no meu blogger.