Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Dicas para passar no exame de direção




Algumas pessoas têm medo de fazer a prova de direção. Se você vai fazer o exame pela primeira vez ou está repetindo, algumas dicas:

1-Na véspera da prova, procure ter uma refeição leve e vá dormir cedo. Chegar descansado no exame vai lhe ajudar muito;

2-Não puxe conversa com as outras pessoas que farão a prova, com papos do tipo " vocês estão nervosos?". Isso só fomenta a tensão e não ajuda nada.Antes da prova, procure se distrair sozinho, por exemplo ouvindo música (baixa, claro, para ouvir seu nome para fazer o teste);

3-Na hora da baliza, faça com calma. Está longe da faixa amarela? Basta engatar a 1a marcha, ir um pouco para a frente (cuidado para não bater no bastão) e depois voltar de ré, chegando perto da faixa.Depois, acerte a roda. Sem pressa, você tem cinco minutos para tentar. Nunca esqueça de dar seta para estacionar. Você pode perder pontos importantes se esquecer da seta. É essencial também lembrar dos pontos da baliza. Não tente fazê-la de cabeça, você ainda não é o rei da direção;

4-No percurso, vá devagar,não precisa correr. Não se esqueça de ir diminuindo a velocidade perto dos sinais (ou semáforos, como falam em alguns lugares). Se parar embaixo do sinal com ele amarelo, estará automaticamente reprovado. Não adianta acelerar para tentar pegar o sinal verde;


5-Na rampa de ré, que provavelmente você irá fazer, cuidado com o ponto de equilíbrio da embreagem. Não deixe o carro morrer;

6-Na rampa de subida, vale a mesma dica. Também lembre-se de que é proibido conduzir o carro com o pé na embreagem. Só aperte-a quando for parar totalmente o veículo;


7-Uma dica que pode não ser óbvia para algumas pessoas: NÃO COMPRE SUA CARTEIRA DE HABILITAÇÃO! Algumas pessoas podem demorar para passar no exame, mas acredite, uma hora você passa. Se você comprar a sua carteira, poderá ser preso um dia, caso a Polícia e o Detran descubram. Não pense que isso é impossível de acontecer.

Meu professor da auto-escola sempre falava uma coisa interessante: "não tente inventar". Na prova, faça só o básico e o que o examinador pedir. Obviamente, também não fique tentando puxar "conversa-fiada" com o examinador. Ele não está ali porque quer ser o seu amigo. Procure esquecer também as teorias conspiratórias contadas por quem não passou no exame, do tipo " aquele examinador não vai com a cara de ninguém e gosta de reprovar todos os alunos".


Vídeo com dicas de baliza:



Faltas no exame de direção e dicas gerais para o motorista:


Exame Prático
Será considerado reprovado na prova prática de direção veicular o candidato que cometer falta eliminatória ou cuja soma dos pontos negativos ultrapasse a 3 (três).
O candidato será avaliado, no Exame de Direção Veicular, em função da pontuação negativa por faltas cometidas durante todas as etapas do exame, atribuindo-se a seguinte pontuação:
I – uma falta eliminatória: reprovação;
II – uma falta grave: 03 (três) pontos negativos;
III – uma falta média: 02 (dois) pontos negativos;
IV – uma falta leve: 01 (um) ponto negativo
Constituem faltas no Exame de Direção Veicular, para veículos das categorias “B”, “C”, “D” e “E”:
I – Faltas Eliminatórias:
a) desobedecer à sinalização semafórica e de parada obrigatória;
b) avançar sobre o meio fio;
c) não colocar o veículo na área balizada, em no máximo três tentativas, no tempo estabelecido;
d) avançar sobre o balizamento demarcado quando da colocação do veículo na vaga;
e) usar a contramão de direção;
f) não completar a realização de todas as etapas do exame;
g) avançar a via preferencial;
h) provocar acidente durante a realização do exame;
i) exceder a velocidade indicada na via;
j) cometer qualquer outra infração de trânsito de natureza gravíssima.
II – Faltas Graves:
a) desobedecer à sinalização da via, ou do agente da autoridade de trânsito;
b) não observar as regras de ultrapassagem ou de mudança de direção;
c) não observar a preferência do pedestre quando ele estiver atravessando a via transversal na qual o veículo vai entrar, ou ainda quando o pedestre não tenha concluído a travessia, inclusive na mudança de sinal;
d) manter a porta do veículo aberta ou semi-aberta durante o percurso da prova ou parte dele;
e) não sinalizar com antecedência a manobra pretendida ou sinalizá-la incorretamente;
f) não usar devidamente o cinto de segurança;
g) perder o controle da direção do veículo em movimento;
h) cometer qualquer outra infração de trânsito de natureza grave.
III – Faltas Médias:
a) executar o percurso da prova, no todo ou parte dele, sem estar o freio de mão inteiramente livre;
b) trafegar em velocidade inadequada para as condições adversas do local, da circulação, do veículo e do clima;
c) interromper o funcionamento do motor, sem justa razão, após o início da prova;
d) fazer conversão incorretamente;
e) usar buzina sem necessidade ou em local proibido;
f) desengrenar o veículo nos declives;
g) colocar o veículo em movimento, sem observar as cautelas necessárias;
h) usar o pedal da embreagem, antes de usar o pedal de freio nas frenagens;
i) entrar nas curvas com a engrenagem de tração do veículo em ponto neutro;
j) engrenar ou utilizar as marchas de maneira incorreta, durante o percurso;
k) cometer qualquer outra infração de trânsito de natureza média.
IV – Faltas Leves:
a) provocar movimentos irregulares no veículo, sem motivo justificado;
b) ajustar incorretamente o banco de veículo destinado ao condutor;
c) não ajustar devidamente os espelhos retrovisores;
d) apoiar o pé no pedal da embreagem com o veículo engrenado e em movimento;
e) utilizar ou Interpretar incorretamente os instrumentos do painel do veículo;
f) dar partida ao veículo com a engrenagem de tração ligada;
g) tentar movimentar o veículo com a engrenagem de tração em ponto neutra;
h) cometer qualquer outra infração de natureza leve.

* Fonte: Resolução nº 168/04

Veículos

  1. É possível utilizar pneus de marcas diferentes, contanto que tenham o mesmo desenho e sejam colocados em eixos diferentes. Por exemplo: pneus de marca igual nas rodas dianteiras ou nas traseiras.
  2. Pneus do mesmo eixo devem ter desgaste semelhante, para evitar que novo (com sulco) e um quase "careca" prejudiquem o comportamento da direção.
  3. Verifique se há sujeira na jante, que pode prejudicar a vedação do pneu e permitir a saída de ar.
  4. O desgaste normal do pneu é indicado pelo limite de 1,6 milímetro tolerado pelo fabricante. O sulco raso e nivelado com inscrição TWI ou um triângulo na lateral, próximo ao ombro, indica o desgaste.
  5. Além do desgaste normal, por inteiro, pode ocorrer o desgaste da lateral, por desalinhamento do carro, no meio do pneu (arrendondado), por pressão muito alta, e nas duas laterais, por causa de pressão baixa.
  6. "Cantar" pneus nas curvas, freagens e arrancadas violentas; e velocidade alta provocam maior desgaste.
  7. Não utilize derivados de petróleo, pois estes produtos agem diretamente na textura do pneu, que acaba perdendo elasticidade.
  8. Evite "raspar" o pneu no meio-fio na hora de estacionar.
  9. Nao esqueça de calibrar o estepe, observando também o seu estado de conservação, para evitar surpresas desagradáveis numa emergência.
COMO CUIDAR MELHOR DE SEU CARRO
  1. Serviço - deixe seu carro ser cuidado por alguém em quem você confia e, de preferência, que dê acesso ao serviço.
  2. Combustível - escolha um posto para abastecer. Assim, você evita a adulteração com a mistura de combustíveis de posto para outro.
  3. Pneus - devem ser calibrados uma vez por semana. Ou então, você pode perder os pneus e consumir mais combustível.
  4. Alinhamento e Balaceamento - mantenha o veículo sempre regulado.
  5. Manutenção - obedeça o plano do fabricante do veículo, principalmente no que diz respeito a lubrificantes, inclusive os recém-lançados sintéticos.
  6. Dia-a-Dia - verificar regularmente a solução da bateria e o nível do óleo.
  7. Faróis - tenha sempre regulados. E cuidado na utilização dos faróis altos. O motorista ofuscado ficará um certo tempo sem enxergar, após passar pelo seu carro.
  8. Segurança - cheque sempre os freios, utilize o cinto de segurança dirija Defensivamente e esteja sempre em dia com o seguro.
* Dicas do Engenheiro Mecânico Welliton Quintella Nunes
LEMBRETES
  1. Passar em quebra-molas com o carro torto pode enpenar o chassi.
  2. Pisca-alerta só com o carro parado.Em túnel pode provocar acidente.
  3. Dar um "banho" no carro após a praia e rodar em plena orla com chaparia molhada contribui para impregnar o salitre e acelerar o processo corrosivo.
  4. Motor se lava com água - pulverizar é desaconselhado pelos fabricantes, pois o óleo estraga as borracha
LINGUAGEM DE CAMINHONEIRO
Os motoristas de caminhões, especialmente os que trafegam pelas estradas, costumam se comunicar através de sinais, o que muitas vezes evita acidentes. Os principais sinais utilizados pelos caminhoneiros são os seguintes:
  1. Pisca-pisca ligado para a esquerda (indica que vem um veículo em sentido contrário e não há condições de ultrapassagem).
  2. Pisca-pisca ligado para a direita (indica oista livre para ultrapassagem).
  3. Piscar os faróis para o veículo que vem em sentido oposto, com a mão oscilando como um pêndulo (indica acidentes na pista - colisão, queda de barreiras, pista impedida, animais ou pedestres na pista).
  4. Piscar três vezes o farol, com a mão para baixo com quatro dedos abertos (indica animais na pista).
  5. O mesmo sinal com apenas dois dedos (pedrestes na pista).
  6. Piscar faróis duas vezes seguidas (durante o dia) ou ligar e desligar as luzes rápida e sucessivamente por duas vezes, à noite (indica Polícia Rodviária).
  7. Pisca-pisca da direita e da esquerda ligados alternadamente repetidas vezes (indica caminhão vindo em sentido contrário e alerta para a largura da carroceria, ajudando a evitar colisões em pistas estreitas ou secundárias).
  8. Piscar faróis insistentemente para o veículo que vai à frente ou dar toques intermitentes na buzina (indica que qualquer coisa não vai bem ou que o motorista está com sono e dirigindo com perigo e imprudência).
  9. Buzinar duas vezes rapidamente (indica agradecimento).
  10. Pisar de leve no freio por duas vezes, complementando com gesto de braço (indica que o veículo à frente vai parar).
  11. Piscar farol, buzinar insistentemente, ligar-pisca alerta (indica alguma situação de desepero, como por exemplo, perder o freio numa descida).
* Fonte: Shell Responde Motoristas

8 comentários:

Nícolas Macrina disse...

Dicas importantes...a prova é mais uma questão psicológica. Estando bem treinado, é só manter a cabeça no lugar que consegue. Eu acho que muitas coisas deviam ser revistas, pois vejo os motoristas cada vez menos preparados..treinam baliza e rampa, mas não sabem estacionar, fazer conversões e nem ao menos andar em vias públicas. Quanto a dina n° 7..o autor do blog é prova viva disso..quem espera sempre alcança..ele errou umas 48 vezes, não desistiu e esta aí..aprovado..q maravilha..nunca pensei q ia dizer isso pra ele..aprovadooo kkkk

bLoG hErMaNoS disse...

Ae Galera.. Quem tiver interessado, pode olhar a imagem e, salvá-la (se quiserem) da folha do exame de direção do DETRAN/MG..

Está aki: http://img404.imageshack.us/img404/233/d24p.jpg

ocolega disse...

sem duvida as dicas são boas.
mais uma dica: o examinador pode te surpreender te falando coisas que NÃO SÃO PERTINENTES!!!!!! cuidado para não esquecer de algo neste momento!!!! como a seta por exemplo.

Mônica Baptista disse...

Isso acontece com freqüência! Ja fui instigada a fazer uma ultrapassagem.

Andreia Melo disse...

Eu Já fiz o exame de direção 2 vezes,o primeiro eu fiz tudo certo porém eu esqueci de olhar no retrovisor ai não passei.Ontem eu fiz o segundo só que como eu já tinha feito um ai eu fiquei com mto medo,fiquei tensa quando entrei no carro que vi os dois examinadores eu nao sei o que houve me deu um desespero,na hora de fazer o controle de embreagem eu estava mto nervosa e esqueci de colocar primeira fiz o controle de segunda,ai fui reprovada.Mas o que me atrapalhou é pq o examinador ficou conversando comigo e acabei ficando muito nervosa.Vou fazer o terceiro dia 21/08.mas nao sei o que fazer p ficar calma,pq eu sei dirigir mas na hora me dá um branco.

Futilidades Mundanas disse...

O texto é muito bom, gosto da maneira como escreve, mas ainda assim devo admitir que acho uma palhaçada essa prova de direção. O que está faltando não é mais horas de teoria e prática, mas sim, punições as maluquices que os motoristas fazem. Talvez não faça sentido, mas acredito muito nisso.

Paulo Winteler disse...

Conversar com o examinador na hora do exame perde ponto?

Analuiza Soares disse...

me reprovaram por ter dois jumentos de examinadores andando um do lado do outro na rua, como se não fosse uma rua que estivesse todos fazendo exame, andando como se estivesse na calçada, me reprovaram por não ter dado buzina e passado do lado, eles estão certo?