Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

CDHU deixou de construir 107 mil moradias


Sob o comando dos tucanos, a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) deixou de investir, nos últimos 15 anos, cerca de R$ 4,2 bilhões, o suficiente para construir 107 mil unidades habitacionais.

O déficit habitacional no Estado de São Paulo é de 1,2 milhão de moradias, o que significa mais de cinco milhões de pessoas desprovidas do direito à moradia digna. Somado a isso, há ainda seis milhões de pessoas que habitam áreas irregulares.

Desde 1995, o governo do Estado tem construído uma média de 20 mil moradias por ano. Enquanto isso, o governo federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, contratou em apenas dois anos (2009/2010) 184 mil unidades no Estado de São Paulo, ou seja, 92 mil moradias por ano.

Sem um plano habitacional, o governo estadual demonstra que a moradia não é prioridade em São Paulo e o grande déficit de habitação no Estado é justamente decorrente da falta de cumprimento dos recursos previstos e das metas estabelecidas.


Na gestão anterior do governador Alckmin, entre 2003 e 2006, estavam previstas a construção de 211.230 unidades habitacionais. No entanto, apenas 79.073 foram entregues, ou seja, não foram cumpridos 62% das metas. O governo Serra, no período entre 2007 e 2009, não cumpriu 45% da sua meta, que era construir 105.385 moradias, mas entregou só 57.053.

PT ALESP

Nenhum comentário: