Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Apagão para Metrô e deixa 700 mil sem luz


Um apagão de proporções ainda não determinadas atingiu parte da capital paulista na noite desta quinta-feira, 28. Às 19h, havia relatos de que bairros das zonas oeste e sul da cidade estavam sem energia elétrica.
Segundo a Eletropaulo, 700 mil foram afetados. A Linha 4-Amarela do Metrô também teve problemas. Pelo Twitter, centenas de seguidores do @estadao informaram falta de luz. "Morumbi apagou às 19:05 e acabou de voltar", disse @deeh_imbelloni por volta das 19h30. Na Vila Madalena e Pompeia, a situação estava instável. "Sem luz na Vila Madalena! Acabou e voltou às 7:10 e acabou de vez às 7:20", escreveu @MHelenaQAP. Às 19h45, a internauta avisou que a energia havia voltado.

De acordo com os relatos, parte do Butantã também foi atingida, mas ficou poucos minutos sem luz, assim como Pinheiros, Jaguaré, Lapa e Taboão da Serra.
Procurada pela reportagem, a assessoria da Eletropaulo informou que a falha é de responsabilidade da Companhia de Transmissão de Energia de São Paulo (Cteep). A companhia, por sua vez, afirmou por volta das 20h que o apagão foi causado por uma falha na estação de transmissão Milton Fornasaro.
A Cteep informou que dois dos três transformadores já operavam por volta das 21h. O primeiro deles voltou às 19h32 e o segundo, às 20h15. O terceiro, que ainda não foi restabelecido, não implica em falta de energia para a Eletropaulo, de acordo com a companhia.
Metrô. Três trens ficaram parados dentro do túnel da Linha 4-Amarela do Metrô. No primeiro trem, os passageiros foram chamados a esvaziar o vagão e caminharam até a Estação Pinheiros, a mais próxima do local de parada. Nos outros dois, os passageiros desceram nas Estações Pinheiros e Paulista.
Segundo o Grupo CCR, que administra a linha, as atividades da linha foram normalizadas às 20h30. Com o problema, as operações - que normalmente vão até as 21h - foram estendidas até as 21h30.


A maior e mais importante cidade do país está sebdo vítima da má qualidade dessa empresinha amadora americana que já recebeu cerca de R$ 30 milhões de multas neste mês por ocorrências similares no passado.

Nenhum comentário: